Espaços de Identidade / Espaço Maurício Rosenblatt – Casa de Cultura Mario Quintana

convite_web

Polarizações / Subterrânea

unnamed1111

Circulação / Fotogaleria Virgilio Calegari – Casa de Cultura Mario Quintana

convite_virtualW

Sala de Leitura / Paço das Artes

unnamed3

Extinção! / Paço das Artes

unnamed4

Carlos Vergara / Bolsa de Arte

NL-CV-2014

Diálogos Estéticos IV: Arte, Sociedade e Comunidade / Paço das Artes

unnamed2121

Renata Tassinari / Mul.ti.plo Espaço Arte

Renata Tassinari - 1990 - Bastão a óleo, grafite, encáustica e colagem sobre papel - 64x48cm

Renata Tassinari – 1990 – Bastão a óleo, grafite, encáustica e colagem sobre papel – 64x48cm

 

A obra de Renata Tassinari remete, imediatamente, à cor: vermelhos, amarelos, laranjas, verdes são quase como sua matéria-prima. “Penso na cor como um assunto autônomo, como se tivesse vida própria”, diz a artista. Esta característica está presente desde o início dos anos 2005, em seus trabalhos de pintura sobre acrílico e madeira. Pois um lado menos conhecido da obra de Renata Tassinari, talvez nunca visto por alguns, visto há muito tempo por outros, chegará agora a muitos.

A individual que a Mul.ti.plo Espaço Arte inaugura no dia 22 de julho, às 19h, traz desenhos década de 1990 e de 2002 da obra da artista: são 33 pinturas sobre papel, garimpados no ateliê de Renata, em São Paulo, e trazidos para o Leblon. “Quando vimos essas obras percebemos que não poderiam deixar de ser revisitadas, revistas, mostradas para quem ainda não as conhece”, conta Maria Cristina Magalhães Pinto, sócia de Stella Silva Ramos e Luiz Carlos Nabuco na galeria.

Esta é uma marca da Mul.ti.plo: descobrir (ou redescobrir) trabalhos de grandes artistas que sejam inéditos, pouco conhecidos ou expostos há muito tempo. Sempre com o olhar do novo, do poético, do que determinado momento significa na carreira desta artista. Na mostra de Renata, se percebe o início dessa pesquisa que tornou seu trabalho mais conhecido na metade da década passada, mas também um contraste interessante ao que veio depois. Se no trabalho atual os geométricos com elementos construtivistas delimitam um espaço quase arquitetônico, nos desenhos este espaço é fluido, e as cores – tão essenciais – têm pulsações e ritmos diferentes em um mesmo trabalho.

“Como penso muito na cor, os desenhos já possuem suas relações, muitas vezes contrastantes. Além disso, há a utilização de vários materiais, as colagens com papel e o uso do bastão a óleo. A relação das cores se dá de maneira diferente, dependendo do meio utilizado. No papel é bem diverso, na medida em que o branco do papel também é uma cor”, completa Renata Tassinari, que fará um múltiplo especialmente para a mostra, que terá relação com os trabalhos que vêm desenvolvendo em acrílico. Serão nove múltiplos com série de três cores cada um.

“O trabalho de Renata com a cor nestes desenhos traz um momento de liberdade, de experimentação. São formas mais livres, pinceladas fortes, linhas vigorosas que surgem e desaparecem. Mostram uma potência poética que sobrevive mais de 10 anos depois de serem feitos e ainda pulsando, densa, potente”, diz Maneco Müller, consultor da galeria, que destaca ainda três trabalhos sem cor, expostos para demonstrar a força e a presença do desenho no trabalho de Renata.

Aluna de José Resende, Eduardo Sued, Carlos Fajardo, Dudi Maia Rosa, Frederico Nasser e Luiz Paulo Baravelli, a pintora passa, no fim da década de 1980, a estruturar suas peças por áreas geométricas, com ênfase no contraste entre cores. No início dos anos 90 explora os contrastantes tons de uma mesma cor e o cinza. A partir de 2001, essas questões (delimitação geométrica, contrastes e materialidade) atingem a maturidade e, em 2005, resultam nas pinturas sobre superfície de acrílico transparente – que pode integrar uma placa de madeira, que ressaltam ainda mais os contrastes e texturas.

 

Mul.ti.plo Espaço Arte

Rua Dias Ferreira, 417/sala 206 – Leblon – Tel.: 2259-1952

Vernissage: 22 de julho, às 19h.

Abertura para o público: 23 de julho.

De 23 de julho a30 de agosto.

Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª, das 10h às 18h30; sáb., das 10h às 14h.

Diálogos Contemporâneos: Encontros com a Arte / MAC Niteroi

securedownload

Ascendências/Descendências / Pinacoteca Aldo Locatelli – Pinacoteca APLUB – Pinacoteca Rubem berta

convite alemanha

Curso Organização do Artista Plástico / Atelier LIvre

cartaz-org-profissional-2014-seg-semestre

Seminário Política de Arte / Galeria Mamute

unnamedasasas

A Galeria Mamute convida:

Seminário Política de Arte
ferramentas de atuação consciente e crítica no sistema de arte contemporânea

As práticas artísticas contemporâneas não só envolvem a produção de objetos, obras de arte ou troca de experiências, como também acionam um circuito que integra uma rede maior de relações. E são essas relações sociais, políticas e diplomáticas, entre artistas e outros atores, as responsáveis pela visibilidade, circulação e legitimação da produção artística.

O Seminário Política de Arte - ferramentas de atuação consciente e crítica no sistema de arte contemporânea proporcionará ao participante compreender o funcionamento do sistema de arte contemporânea, conhecer seus elementos e os interesses em disputa, permitindo interpretar reflexivamente a posição de cada agente e de cada instituição e assim fornecer ferramentas conceituais que fortaleçam as boas práticas profissionais.

Coordenação: Jorge Sepúlveda (Chile), curador independente, e Ilze Petroni (Argentina), doutora e pesquisadora de Arte Contemporânea pela Universidade Nacional de Córdoba; ambos coordenadores do grupo de pesquisa e gestão Curatoría Forense e membros fundadores da Rede de Gestão Autônoma em Arte Contemporânea.

Público alvo: artistas, gestores e agenciadores independentes, curadores, pesquisadores e historiadores da arte contemporânea, galeristas, funcionários públicos envolvidos nas artes visuais e estudantes de arte.

Inscrição pelo site:
www.curatoriaforense.net/_seminarios

Data: 02 de agosto 2014
Horário: 10h às 13h – pausa – 14h30 às 18h30
Local: Galeria Mamute – Rua Caldas Junior, 375, Centro Histórico – Porto Alegre
Custo: R$ 115,00 por inscrição
Vagas limitadas à capacidade do local onde o seminário será realizado.
Haverá certificação para os participantes.

28º Festival de Arte Cidade de Porto Alegre

unnamed1212

XXVIII FESTIVAL DE ARTE CIDADE DE PORTO ALEGRE – informações e inscrições

XXVIII FESTIVAL DE ARTE CIDADE DE PORTO ALEGRE

28 de julho a 01 de agosto de 2014

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE – SECRETARIA DA CULTURA – COORDENAÇÃO DE ARTES PLÁSTICAS – ATELIER LIVRE XICO STOCKINGER

 

INSCRIÇÕES: 21 a 28 de julho de 2014

A efetivação da inscrição do curso escolhido será mediante pagamento SOMENTE no Atelier Livre Xico Stockinger nos seguintes horários: Manhã: 9h às 12h Tarde: 14h às 18h Noite: 19h às 21h

Valor de R$ 50,00 (cinqüenta reais) por curso.

DESCONTO de 50% para estudantes.

INFORMAÇÕES http://atelierlivre.wordpress.com

(51) 3289 – 80 57 ou 3289 – 80 58 / alivre@smc.prefpoa.com.br

 

Práticas coletivas em Artes Visuais

Pensar a profissionalização do artista plástico é sempre inquietante e cheio de expectativa. Como organizar e pensar esta experiência?

Atualmente vem-se produzindo cada vez mais informações sobre auto gestão, trabalho em rede, ateliês coletivos nas artes visuais, e foi pensando nos coletivos que criamos a programação para o XXVIII Festival de Artes de Porto Alegre, que inclui palestras, cursos, bate papo e exposição para os ateliês locais compartilharem suas experiências e mostrarem os seus trabalho.

Estas iniciativas não são novas. Temos experiências desta natureza que se consolidaram e institucionalizaram ao longo do tempo. O trabalho solidário ou cooperativo já se confirma como um modelo alternativo de produção e circulação para a arte?

Eleonora Fabre

Diretora do Atelier Livre

 

 

EXPOSIÇÃO XXVIII FESTIVAL DE ARTE DE PORTO ALEGRE

Obra dos artistas integrantes dos coletivos participantes

Local: Saguão Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues

Data: 25 a 01 de agosto

 

 

CURSOS

Local: ATELIER LIVRE

28 de julho a 01 de agosto

 

Tarde / 14h às 17h

1-      ACERVO INDEPENDENTE (Porto Alegre – RS) – Cadu Peixoto e Joana Burd – “A nuvem como espaço expositivo: produção e prós produção em Artes Visuais” Debater o que seria uma pós-produção de um objeto artístico, a importância da documentação do processo e os possíveis meios de veiculação on-line e off-line. A oficina tem como objetivo que o participante inicie um projeto para uma futura apresentação.

2-     BANDO DE BARRO (Porto Alegre – RS) – Adriana Deccache e Rodrigo Nuñez – “Provocações sobre produção em grupo: vivência prática de um processo coletivo” Visa desenvolver um trabalho coletivo tendo como objetivo a concepção, reflexão e pesquisa de uma exposição que parta do princípio da visão do todo ao trabalho individualizado.

3-      PROJETO CIRCULAR / FEEVALE (Novo Hamburgo – RS) - coordenação Profª. Me. Alexandra Eckert.Usos Práticos da Poética Serigráfica: Impressões para Suportes Bi e Tridimensionais” -A oficina objetiva criar um espaço de interlocução sobre a produção serigráfica através de exercícios práticos em suportes bi e tridimensionais, bem como compreender os diferentes materiais e procedimentos de impressão utilizados na arte contemporânea.

4-      ATELIER MASCATE (Porto Alegre – RS) Tiago Coelho, Régis Duarte, Paulo Brum e Denny Chang – “Falsa Verdade” – As várias etapas de um ensaio fotográfico, da escolha de elenco, produção de locação, figurino e maquiagem dos fotografados. Vivenciar todos os papéis existentes na “cadeia produtiva” de um ensaio ficcional incluindo o processo de edição e finalização do trabalho.

Noite / 19h às 22h

5-      CASA PARALELA (Pelotas -RS) “Proposições Para Circunstancias Expositivas” – Chico Machado, Adriane Hernandez e Thiago Reis – A oficina irá oferecer atividades que possibilitem relações entre objetos em situação expositiva, levando em consideração aspectos visuais como materialidade, função, uso, maleabilidade, desgaste, cor, tamanho e outros, abordando ainda as atribuições de significados advindas da inserção espacial destes objetos. Além das atividades práticas, serão apresentados referenciais teóricos e artísticos.

6- ATELIER D 43 / UFRGS (Porto Alegre – RS) – (29,30 e 31 de julho) Kelvin Koubik e Kjú Galon – “Oficina De Desenho Coletivo” – Em uma construção coletiva, esta oficina busca trabalhar a prática e teoria em desenho, no cruzamento com outras linguagens artísticas – fotografia, vídeo ou escrita.

7- Rafael Sica (Porto Alegre –RS) – “Ilustração em Quadrinhos”

8-      PLATAFORMA ESPAÇO DE CRIAÇÃO (Porto Alegre – RS)Lizângela Torres – “Incursões Noturnas: A Fotografia Em Situações Obscuras” – O espaço noturno como método de construção de um repertório visual através de fotografia, vídeo, texto e objeto. A fotografia será analisada como veículo que possibilita o acesso à noite, zona de indeterminação da qual advém a imagem e pela qual o outro é arremessado na duração fugidia de sua experiência.

 

PALESTRAS – PRÁTICAS COLETIVAS EM ARTES VISUAIS.     

 28 a 31 de julho

Local: Sala Álvaro Moreyra – Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues

19h às 21h

28 de julho – Agenciamento de Experiências Colaborativas no Espaço Universitário

Mediadora: Maria Amélia Bulhões

Palestrantes: Prof. Me Alexandra Eckert (Projeto Circular) e Teresa Poester, Kelvin Koubik e Kjú Galon (Atelier D43)

Serão apresentados relatos das experiências coletivas nas universidades UFRGS e FEEVALE. O Projeto Circular (FEEVALE) tem como questão principal ser um espaço de experimentação e aprofundamento da prática serigráfica, reunindo acadêmicos, professores e egressos dos cursos de Artes Visuais na Universidade Feevale. O atelier D43 (UFRGS) é a consciência do desenho como registro gestual e a preocupação de investigar suas possibilidades em cruzamento com outras linguagens artísticas.

29 de julho – “Práticas coletivas em Artes Visuais”

Palestrante: Maria Amélia Bulhões

- “Atelier Livre da Prefeitura: Grupos de Artistas”

Palestrante: Ana Pettini

30 de julho – CURATORIA FORENSERede de Gestões Autônomas em Arte Contemporânea” - Uma importante reflexão sobre as diferentes formas de compreender a noção de autonomia, analisar suas relações e tensões com as instituições artísticas e, através de suas eficiências práticas, apresentando modelos de gestão que operam de forma autônoma na América do Sul. Noções como “cena local” e “gestão independente” vem organizando e potencializando os esforços de artistas e gestores, favorecendo a criação e o fortalecimento de vínculos, gerando acordos táticos e alianças estratégicas.

Mediadora: Maria Amélia Bullhões

Palestrantes: Jorge Sepúlveda (Chile) e Ilze Petroni (Argentina).

Organização: Denis Rodriguez

31 de julho – “Coletivos e Espaços Autogestionados: práticas artísticas na América Latina” – Serão abordados alguns coletivos e espaços observando seus modos de fazer ao atuarem fora dos tradicionais lugares de arte, inventando e ativando outros espaços e possibilidades de ação.

Mediadora: Maria Amélia Bulhões

Palestrante: Claudia Paim

 

 APRESENTAÇÃO DE TRABALHO E BATE PAPO

Local: Auditório do Atelier Livre

17h ás 19h

28 de julho – “Distensões Da Experiência: A Pintura Como Zona De Aporte” – Clóvis Martins Costa – Apresentação da pesquisa acerca do cruzamento de procedimentos na construção do campo pictórico, através de processos que envolvem a experiência em um território específico e sua distensão através da fotografia e do contato entre superfícies.

29 de julho – ATELIER SUBTERRÂNEA – Lilian Maus (Porto Alegre – RS)O Atelier Subterrânea (gerido por Lilian Maus, Túlio Pinto, James Zortéa, Guilherme Dable e Gabriel Netto) apresenta experiências realizadas ao longo dos oito anos de atividade como espaço artístico independente em Porto Alegre. Na palestra serão enfatizadas as estratégias de sobrevivências, a formação de arquivo, as parcerias institucionais e a formação de redes, além do caráter experimental do espaço.

30 de julho – PLATAFORMA ESPAÇO DE CRIAÇÃOMarcos Sari (Porto Alegre – RS) O encontro se propõe a uma apresentação sobre a recente produção do artista que fará comentários e relações entre as imagens de sua produção permeadas por perguntas e intervenções dos participantes. Ao final será aberta uma conversa sobre percepções individuais.

31 de julho – ATELIER MASCATE - Tiago Coelho, Régis Duarte, Paulo Brum e Denny Chang. (Porto Alegre – RS) – O processo criativo do Barraco Estúdio, espaço multidisciplinar que dialoga com a moda, a fotografia, o design e a arte contemporânea. Também será apresentado o processo de curadoria da Galeria Mascate, integrante do estúdio.(Porto Alegre – RS)

 

 ATIVIDADES do Coletivo Contorno: “FRONTEIRA EM CHAMAS”

Local: estacionamento do CMC

15h ás 18h

28 de julho -A normatização de diferentes Estados origina procedimentos conflituosos e de delitos. Tencionaremos as noções de territorialidade e nacionalidade, questionando a validade de códigos e valores locais,  regionais e universais. Multiplicando sonhos de livre circulação e de um maior diálogo de fronteira. Nesse sentido propomos as seguintes atividades e jogos:

1. MALA PERDIDA: Malas serão escondidas no Atelier Livre e mapas com
instruções que serão distribuídos para que sejam encontradas.
2. CADASTRO (pintura com giz) – atividade de contorno de corpos com giz
no piso do estacionamento do Atelier Livre. A ideia é a criação de um
grande painel no chão do estacionamento. A atividade também serve como
requisito para participação em outra atividade, a TRAVESSIA CLANDESTINA;
3. TRAVESSIA CLANDESTINA (penetrável), o trailer Contorno se transforma
num grande penetrável com um paramilitar controlando a entrada dos
participantes, que deverão entrar descalços. Experiência sensorial de se
atravessar uma fronteira clandestinamente.

4. DESENHO DO DESEJO (desenho), o trailer será revestido com desenhos.
Pediremos aos participantes que desenhem um desejo de liberdade. Em
seguida, o desenho é colado no trailer.

01 de agosto – “TRAILER EM CHAMAS” – Atividade SURPRESA de encerramento do festival, o TRAILER EM CHAMAS, onde atearemos fogo no trailer. Experiência sensorial direta de grande impacto visual.

 

LANÇAMENTO DO LIVRO

“Diretório De Gestões Autônomas De Artes Visuais Contemporâneas – Latinoamericano” de Jorge Sepúlveda  e Ilze Petroni

30 de julho

Local : Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues

21h

 

EQUIPE REALIZADORA DO XXVIII FESTIVAL

Coordenação geral: Eleonora Fabre

Chefia da Secretaria: Lucia Demarchi Lautert

Assistente Administrativa: Rejane Santos da Silva

Estagiária: Cláudia Prass

Produção: Alexandre Magalhães e Silva

Auxiliar de Produção: Priscila Moreira

Auxiliar de Secretaria: Enir Elizabeth Freitas

Assessoria de Imprensa: Bebe Baumgarten

Arte gráfica: Malu Rocha

 

Impressões Diversas / Acervo Independente

 

Convite baixa resolução
O Acervo Independente convida para a #1 Exposição Individual da casa, “Impressões Diversas”de Eduardo Montelli. O artista apresenta diversas experimentações a partir de imagens de seu acervo pessoal. Através da investigação das noções de “impressão” e “montagem”, será disposta uma espécie de instalação onde o pátio do artista irá ocupar as paredes da galeria, trazendo suas impressões íntimas para um espaço público.

Sobre o Acervo Independente – Localizado numa construção centenária do Centro Histórico de Porto Alegre, o Acervo Independente é um espaço colaborativo voltado para o meio artístico que busca proporcionar a troca permanente de ideias e experiências entre seus participantes. O Acervo também busca funcionar como um marco de divulgação dos eventos culturais da cidade. Para tanto, o local proporciona uma estrutura mutável capaz de se adaptar às necessidades dos diferentes contextos que pode abrigar, ao mesmo tempo em que promove a cultura, a liberdade de expressão e a experimentação em arte.

 

Local: Acervo Independente, Rua General Auto, 219, Porto Alegre, RS
Atividade Gratuita
Abertura: 17 de Julho, das 19h às 22h
Visitação: de 18 de Julho à 22 de Agosto
(de Segunda a Sexta das 14h às 19h, Sábados das 14h às 18h)

Etnografando na Copa / Usina do Gasometro

Etnografando

Francis Bacon / Paço das Artes

unnamed000

Iberê Camargo: Um Homem a Caminho / Fundação Iberê Camargo

unnamedAA copy

Verbo 2014 / Galeria Vermelho

unnamed12121

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.595 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: