Casa M – Programação de 12 a 17 de dezembro – semana de encerramento

A Casa M da 8ª Bienal do Mercosul se despede no dia 17 de dezembro, após sete meses de intensa atuação cultural na Capital, promovendo atividades gratuitas para diversos públicos. Na programação da semana de 12 a 17 de dezembro, destaque para a apresentação dosintegrantes da oficina de improvisação musical, ministrada por Marcelo Armani, o show da banda Quiçá, se fosse e a última edição dos Duetos com Maíra Coelho, Marcelo Noah e Panetone. No sábado, 17 de dezembro, a Casa M se despede com piquenique no pátio ao som do DJ Jovi, debate, sarau e Dueto.
Na terça-feira, dia 13 de dezembro, a banda Quiçá, se fosse, formada pelos músicos Róger Wiest e André Paz se apresenta às 19h30. A dupla compõe canções que tem por objetivo explicar a si mesmas, sem a preocupação de definir umúnico estilo.
Na quinta-feira, às 19h, Carla Borba apresenta a performance 7 Cabeças +1+1+1… com a participação da equipe de mediadores, produtores e montadores da Casa M. Carla é artista e trabalhou como coordenadora do Espaço Educativo da Casa. Neste dia, apresenta a quarta ediçãoda performance. Os participantes foram convocados a se reunir na cozinha e carimbar folhas de um relatório ao ritmo de “Escravos de Jó”.
No dia 16 de dezembro, sexta-feira, às 19h, os participantes da Oficina de Improvisação Dirigida, ministrada pelo músico improvisador, compositor e artista sonoro Marcelo Armani, apresentam os resultados do workshop, que aconteceu nos dias 06 e 08 de dezembro. O objetivodo projeto é incentivar novas formas de execução instrumental. O evento é aberto ao público.
O sábado tem uma programação especial, marcando o encerramento das atividades da Casa M. Às 14h, tem piquenique no pátio, integrando visitantes, profissionais envolvidos no projeto da Casa, artistas e vizinhos. O piquenique vai contar com o som bem brasileiro do DJ Jovi, das 15h às 17h. Carioca radicado no Sul, tem como diferencial em seu trabalho a inspiração na atmosfera das Gafieiras de sua cidade natal, o Rio de Janeiro. Para participar, basta levar seu kit piquenique.
O Casarinho – comunidade urbana com inspiração em práticas ecológicas, vizinha à Casa M – vai realizar em parceria com a Casa o Traças, adeus! Brechó e feiras detrocas. Na Casa M, o público vai poder conferir uma parte dos produtos que estarão em exposição no Casarinho durante todo o sábado. Produtos artesanais, como perfumes e cartões poéticos, além de roupas, acessórios, livros e afins estarão à venda e também poderão ser trocados por outros produtos. O Casarinho está localizado na Comuna do Arvoredo, no número 480 da Rua Fernando Machado.
Às 16h, artistas, conselheiros, mediadores e frequentadores da Casa M e da 8ª Bienal do Mercosul participam de uma conversa com o público para refletir sobre o projeto, avaliar o período de funcionamento e pensar em possíveis desdobramentos da ideia ao longo de 2012.
Às 16h30, Sara Hartmann comanda o Sarau da Casa, em um momento de trocas e encontros.
Às 19h30, acontece o último Dueto, projeto onde doze artistas e coletivos de diferentes linguagens – música, literatura, teatro, vídeo, dança, cinema e artes visuais – utilizaram a Casa M de maio a dezembro como espaço de trabalho e investigação e desenvolveram propostas em colaboração. Encerrando a programação, adiretora de arte e especialista em toytheatre Maíra Coelho, o músico e poeta Marcelo Noah e Panetone, projeto audiovisual de Cristiano Rosa, se reúnem para um “dueto expandido”, apresentando o resultado desta “química criativa”.
Durante toda a semana, o público pode acompanhar a mostra de vídeos no porão da casa, promovido pela Desvenda, feira de Arte Contemporânea. A seleção de vídeos é resultado de uma convocatória feita pelos organizadores da Desvenda, que mobilizou artistas e grupos detodo o país que quisessem apresentar seus trabalhos audiovisuais. A curadoria ficou a cargo de Rodrigo Lourenço (Desvenda) e Bruna Pedrosa (Museu Murillo La Greca). Após o período de exibição na Casa M, a mostra da Desvenda segue para Recife, onde fica em cartaz no Museu Murillo La Greca, em fevereiro de 2012.
Na Vitrine – um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa – o público pode conferir a obra de João Genaro. Uma banheira cheia de mel, protegida por um biombo de cera de abelha, é a obra intitulada “O mel é mais doce que o sangue”, que inspira histórias e encerra o ciclo de exposições neste espaço.
Também vale a pena conferir as três obras permanentes da Casa: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta de entradaé obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 12 a 17 de dezembro
Vitrine – João Genaro
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

12 de dezembro – segunda
18h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda

13 de dezembro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda
19h30 – Show – Banda Quiçá se fosse

14 de dezembro – quarta
18h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda

15 de dezembro – quinta
12h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda
19h – Performance – 7 Cabeças +1+1+1 | Carla Borba

16 de dezembro – sexta
18h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda
19h – Especial – Apresentação Oficina de Improvisação Dirigida | Marcelo Armani eparticipantes

17 de dezembro – sábado
Todo o dia – Especial – Traças, adeus! Brechó e feiras de trocas | Casarinho
14h – Especial – Piquenique com DJ Jovi
16h – Conversa – Casa M
16h30 – Especial – Sarau da Casa | SaraHartmann
19h30 – Duetos – Maíra Coelho, Marcelo Noah e Panetone

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas a sexta das 12h às 20h | Sábados, das 09h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Anúncios

Casa M – programação de 05 a 10 de dezembro

A Casa M da 8ª Bienal do Mercosul permanece aberta até o dia 17 de dezembro, com uma intensa programação de oficinas, mostras de vídeos, exposições na Vitrine e outras atividades culturais e educativas, destinadas gratuitamente a diversos públicos. Na programação da semana de 05 a 10 dedezembro, destaque para as oficinas sobre poesia, música e teatro e improvisação musical, conversa sobre cultura indígena, Combo sobre o centro histórico de Porto Alegre e seleção de vídeos do projeto Desvenda.
Iniciando a programação semanal, Angélica Freitas ministra Oficina de Poesia, na segunda-feira, dia 05, às 14h. Na ocasião, serão lidos e discutidos poemas de autores contemporâneos e, a partir deles, compõem-se novos poemas. Os participantes interferem na seleção de poemas para discussão,podendo trazer sua própria seleção. As inscrições são gratuitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
No dia 06 de dezembro, terça-feira, Marcelo Armani, músico improvisador, compositor e artista sonoro, ministra a Oficina de Improvisação Dirigida, às 19h. O objetivo do workshop é incentivar novas formas de execução instrumental. A atividade tem um segundo encontro na quinta-feira, dia 08.No dia 14, às 19h, os integrantes e oficineiro farão uma apresentação com os resultados dos encontros. A oficina é destinada a músicos e interessados e as inscrições são gratuitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Quarta-feira é dia de Combos na Casa M, projeto em que convidados de diferentes áreas compartilham com o público projetos em desenvolvimento e trocam ideias sobre suas práticas. Nesta edição – que é a última do projeto – o tema é “A pé pelo Centro”. O encontro começa às 19h30, com uma caminhada pelo Centro de Porto Alegre. O passeio inspira uma conversa sobre três projetos que se dedicam a explorar a pé essa região da cidade: Viva o Centro, Cidade das Crianças e Perambulações/Cidade Não Vista.
Na quinta-feira, dia 08, estreia nova mostra de vídeos no porão da casa, promovido pela Desvenda, feira de Arte Contemporânea. A seleção de vídeos é resultado de uma convocatória feita pelos organizadores da Desvenda, quemobilizou artistas e grupos de todo o país que quisessem apresentar seus trabalhos audiovisuais. A curadoria ficou a cargo de Rodrigo Lourenço (Desvenda) e Bruna Pedrosa (Museu Murillo La Greca). A Feira surgiu para que os artistas pudessem divulgar e comercializar o resultado de suas pesquisas em arte, junto a um público heterogêneo, de forma desburocratizada e sem intermediários. A Desvenda acontece todo primeiro domingo de cada mês, ininterruptamente, desde dezembro de 2008. Hoje a Desvenda abriga artistas de outras regiões, que também levaram a feira para suas cidades, criando assim uma inédita rede autônoma de artistas/produtores. Após o período de exibição na Casa M, a mostra da Desvenda segue para Recife, onde fica em cartaz no Museu Murillo La Greca, em fevereiro de 2012.
Na sexta-feira, dia 09 de dezembro, às 19h30, o escritor e educador Jorge Bucksdricker lança o livro Pinus (ellitottii). O título é umareferência ao litoral norte do Rio Grande do Sul, uma região culturalmente esquecida no Estado, e a uma alusão a um elemento estranho àquela paisagem, o Pinus – uma árvore exótica na flora do local. Ainda que não possua uma narrativa propriamente dita, ao longo do livro é recorrente uma sensação de “despertencimento”, cujo símbolo é o próprio pinus. O não pertencimento se traduz em questionamentos a respeito da natureza de determinadas convenções e em reflexões sobre a prática artística. No evento delançamento, artistas convidados realizarão intervenções a partir de passagens do livro.
No sábado, dia 10 de dezembro, às 09h, Marcos Chaves ministra a oficina Música e Teatro Unidos no Canto em Grupo, em que utiliza musicalização, princípios teatrais e jogos dramáticos em um formato que vai além do encontro daatividade, para que o participante possa ampliar o estudo em suas atividades cotidianas e/ou específicas. As inscrições são gratuitas através do email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
No mesmo dia, às 16h, o historiador e professor da UFRGS, José Otávio Catafesto e o cacique José Cirilo, chefe da nação MByá Guarani, participam de uma conversa intitulada Além Fronteiras – Cultura Indígena.
João Genaro é o artista que encerra as exposições na Vitrine – um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. Uma banheira cheia de mel, protegida por um biombode cera de abelha, é a obra de Genaro, intitulada “O mel é mais doce que o sangue”, que inspira histórias e encerra o ciclo de exposições neste espaço.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 05 a 10 de dezembro
Vitrine – João Genaro
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

05 de dezembro – segunda
14h – Oficina – Oficina de Poesia | Angélica Freitas
18h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine

06 de dezembro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine
19h – Oficina – Oficina de improvisação dirigida | MarceloArmani

07 de dezembro – quarta
18h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine
19h30 – Combos – A pé pelo Centro

08 de dezembro – quinta
18h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda
19h – Oficina – Oficina de improvisação dirigida | MarceloArmani

09 de dezembro – sexta
18h30 – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda
19h30 – Lançamento – Livro Pinus (elliottii) | Jorge Bucksdricker

10 de dezembro – sábado
09h – Oficina – Música e Teatro Unidos no Canto em Grupo | MarcosChaves
16h – Conversa – Além Fronteiras – cultura indígena | José Otávio Catafesto eJosé Cirilo
16h – Mostra de vídeos – Seleção Desvenda

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas a sexta das 12h às 20h | Sábados, das 09h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RSTodas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – Programação de 28 de novembro à 03 de dezembro

As exposições da 8ª Bienal do Mercosul foram encerradas no dia 15 de novembro, mas a Casa M permanece aberta até o dia 17 de dezembro, com uma intensa programação de oficinas, mostras de vídeos, exposições na Vitrine e outras atividades culturais e educativas, destinadas gratuitamentea diversos públicos. Na programação da semana de 28 de novembro a 03 de dezembro, destaque para as sessões do documentário Inventovoceinventa e dos trabalhos audiovisuais que fazem parte da Mostra Universitária Gaúcha, oficina com Maíra Coelho sobre teatro de bonecos, além de apresentação demais uma edição do programa Duetos, dessa vez com Rodrigo John e Avalanche.
Na segunda-feira, 28 de novembro, iniciam-se as exibições da seleção da Mostra Universitária Gaúcha, promovida pela Fundacine, com produções audiovisuais realizadas por estudantes da UFSM, UFPEL, UFRGS, UNISC, PUCRS, UNIVATES e FURG. A mostra segue até o dia 07 de dezembro.
A partir da terça-feira, dia 29, inicia-se também a projeção do documentário Inventovoceinventa, um poético-audiovisual sobre a circulação do objeto Novas bases para a personalidade (NBP) em Pelotas (RS), que coincidiu com a residência do artista e autor do objeto Ricardo Basbaum na cidade, ação que fez parte do Projeto Pedagógico da 7ª Bienal do Mercosul. O vídeo é mais uma das experiências interventivas dentro da proposta “Você gostaria de participar de uma experiência artística?”, inserida no projeto NBP. O documentário apresenta uma leitura sobre a experiência de alguns grupos deartistas e não artistas com a circulação deste objeto em Pelotas e busca enfatizar o potencial pedagógico como potencial criativo.
Sexta-feira é dia de Duetos na Casa M, um projeto onde doze artistas e coletivos de diferentes linguagens – música, literatura, teatro, vídeo, dança, cinema e artes visuais – utilizam a Casa m como espaço de trabalho e investigação ao longo do ano e desenvolvem propostas em colaboração. No dia 02 de dezembro, às 19h30, o cineasta, roteirista e artista visual Rodrigo John e o coletivo Avalanche, que opera e transita entre múltiplas áreas de criação, do cinema à fotografia, apresentam ao público trabalho inédito realizado em parceria.
No sábado, dia 03 de dezembro, o público pode participar de duas oficinas: Às 14h, GabrielaSilva ministra a oficina Culinárias do Mundo – oficina de sushi, que aborda métodos básicos para fazer sushi, como cozimento do arroz, molhos básicos, seleção e corte de peixe, corte e preparação de vegetais. As inscrições são gratuitas pelo email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Às 15h, Maíra Coelho ministra a oficina Teatro de papel: caixas e miniaturas para crianças, que mescla linguagens de teatro, teatro de bonecos e animação no toytheatre – caixas de pequenos espetáculos feitas em silhuetas de papel em miniaturas, com personagens caracterizados em seu estado dramático para contar suas histórias. As inscrições são gratuitas pelo email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Na Vitrine – um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa – , João Genaro é o artista que encerra o ciclo obras no espaço. Uma banheira cheia de mel, protegidapor um biombo de cera de abelha, é a obra de Genaro, intitulada “O mel é mais doce que o sangue”, que inspira histórias e encerra o ciclo de exposições neste espaço.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 28 de novembro a 03 dedezembro
Vitrine – João Genaro
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

28 de novembro – segunda
18h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine

29 de novembro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine
18h30 – Mostra de vídeos – Inventovoceinventa | Ricardo Basbaum

30 de novembro – quarta
18h30 – Mostra de vídeos -Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine

01 de dezembro – quinta
12h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine
18h30 – Mostra de vídeos – Inventovoceinventa | Ricardo Basbaum

02 de dezembro – sexta
18h30 – Mostra de vídeos – Mostra Universitária Gaúcha | Fundacine
19h30 – Duetos – Rodrigo John e Avalanche

03 de dezembro – sábado
14h – Oficina – Culinárias do mundo – oficina de sushi | Gabriela Silva
15h – Oficina – Teatro de papel: caixas e miniaturas para crianças | MaíraCoelho

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas a sexta das 12h às 20h | Sábados, das 09h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 14 a 19 de novembro

A programação da semana de 14 a 19 de novembro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para oficinas de esculturas em papel machê, manipulações de objetos, arte cemiterial e produção para artistas, série de conversas sobre o Festival de Arte Cidade de Porto Alegre 2011 e projeto Duetos, com Tatiana da Rosa e Daniel Galera.
Na segunda-feira, dia 14 de novembro, inicia-se uma nova mostra de vídeos no porão da Casa M. A seleção é de Gabriel Menotti, intitulada Janelas com vista para osistema, que reúne obras baseadas na dimensão performática da imagem computadorizada. A seleção evidencia as características espetaculares das produções através de interfaces gráficas.
No dia 16, quarta-feira, Maíra Redin, Cuca Medina e Ana Flávia Baldiserotto participam de conversa com o público, às 19h30. O bate papo aborda o trabalho Histórias sem fim: relato de um processo de colaboração artística desenvolvido pelos participantes para o Festival de Arte Cidade de Porto Alegre 2011.
Na quinta-feira, dia 17, às 14h, Renata Nascimento e NatáliaUtz, integrantes do grupo ContraQueda, ministram a oficina Ensaio Visual com manipuladores de objetos. A proposta da atividade é criar interações de manipuladores de objetos com a arquitetura da Casa M, realizando um vídeo-juggler como resultado do processo. A oficina tem dois encontros e as inscrições podem ser feitas gratuitamente através do email oficinascasam@bienalmercosul.org.br.
Às 17h30, a produtora Gabriela Silva ministra a oficina Produção para artistas. O workshop apresenta métodos de planejamento para artistas que tem interesse em organizar e produzir materiais de registro edivulgação de seu trabalho, além de projetos e pequenos bancos de dados pessoais. O público alvo é de artistas e estudantes de artes, e as inscrições gratuitas devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br. A oficina tem um segundo encontro, que acontece no dia 24 de novembro.
Às 19h30, Gustavo Jahn e Melissa Dullius participam de conversa com o público. A dupla Distruktur vive e trabalha em Berlim desde 2006, e sua pesquisa sobre imagens projetáveis é o tema do encontro. Os artistas integram a exposição Ponto de Fuga, que inaugura na Fundação Ecarta no dia 18 de novembro. Seus trabalhos atravessam emisturam fronteiras entre cinema e arte, ficção e performance, fotografia e imagem em movimento.
Na sexta-feira, dia 18 de novembro, às 14h, Carla Barth ministra a oficina Esculturas de papel machê, um projeto desenvolvido pela artista especialmente para a 8ª Bienal do Mercosul. As inscrições são gratuitas pelo email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Ás 19h30, o público pode acompanhar mais uma edição dos Duetos – onde doze artistas e coletivos de diferentes linguagens utilizam a Casa M como espaço de trabalho e investigação ao longo do ano e desenvolvem propostas em colaboração. Nesta sexta, Tatiana da Rosa, bailarina, coreógrafa eprofessora de dança e Daniel Galera, escritor, tradutor e autor dos livros “Cordilheira” e “Mãos de Cavalo” executam uma performance combinando dança e literatura, tendo como referência o conceito de small dance.
No sábado, às 16h, duas atividades movimentam a programação. João Thimóteo Machado ministra a oficina A negação da morte, a culpa e a remissão e seus reflexos na arte cemiterial. As inscrições são gratuitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br. No mesmo horário acontece o Chá da Casa, um momento de encontro e troca, que agrega vizinhança, visitantes e artistas.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. A artista desse mês é Glaucis de Morais, que apresenta ainstalação Lugar Remoto, um vídeo que reúne relatos imaginários sobre Porto Alegre: depoimentos de pessoas que nunca estiveram na cidade e só a conhecem por meio de um cartão postal. O próximo artista a ocupar o espaço é João Genaro, com abertura programada para o dia 26 de novembro.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – 14 a 19 de novembro
Vitrine – Glaucis de Morais
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

14 de novembro – segunda
18h30 – Mostra de vídeos – Janelas com vista para o sistema | GabrielMenotti

15 de novembro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Janelas com vista para o sistema | GabrielMenotti

16 de novembro – quarta
18h30 – Mostra de vídeos – Janelas com vista para o sistema | GabrielMenotti
19h30 – Conversa – Festival de Arte Porto Alegre | Maíra Redin, Cuca Medina e AnaFlávia Baldiserotto

17 de novembro – quinta
12h30 – Mostra de vídeos – Janelas com vista para o sistema | GabrielMenotti
14h – Oficina – Ensaio visual com manipuladores de objetos | Renata Nascimento eNatália Utz
14h30 – Oficina – Pensando o espaço urbano | LucianoMontanha
17h30 – Oficina – Produção para artistas | Gabriela Silva
19h30 – Conversa – Gustavo Jahn e Melissa Dullius

18 de novembro – sexta
14h – Oficina – Esculturas em papel machê | Carla Barth
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Janelas com vista para o sistema | GabrielMenotti
19h30 – Duetos – Tatiana da Rosa e Daniel Galera

19 de novembro – sábado
16h – Mostra de vídeos – Janelas com vista para o sistema | GabrielMenotti
16h – Oficina – A negação da morte, a culpa e a remissão e seus reflexos na arte cemiterial | João Thimóteo Machado
16h – Chá da Casa

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Convocatória: Vídeos Desvenda / Casa M – Museu Murillo La Greca

Está aberta de 07 à 30 de novembro a convocatória para participar da mostra “Vídeos Desvenda”, que acontecerá em  Porto Alegre na Casa M, de 08 à 16 de dezembro de 2011 e em Recife no Museu Murillo La Greca, de 01 à 08 de fevereiro de 2012.

Poderão inscrever-se artistas, grupos, coletivos, agrupamentos e/ou redes de trabalho de todo país, desde que especificado o responsável.

As inscrições são gratuitas e estarão abertas até 30 novembro, através do formulário disponível em:

http://desvenda.net/videos-desvenda/

Os interessados em participar devem encaminhar, no ato de inscrição, todos os dados obrigatórios solicitados no formulário.

Ao inscrever-se, o artista, grupo ou rede autoriza a organização do Desvenda a reproduzir total ou parcialmente o material enviado.

A curadoria sera realizada por Bruna Pedrosa (Museu Murillo La Greca) e Rodrigo Lourenço (Desvenda)

Casa M. Porto Alegre/RS

A Casa M é um dos elementos propostos pela curadoria da 8ª Bienal do Mercosul. Trata-se de um espaço de encontro, debate, estudo, troca e experimentação, que
tem início antes do período da 8a Bienal – foi inaugurado no dia 24/5, enquanto a exposição só abre no dia 9/9 – e segue em atividade depois da mostra. Além de estender a ação da Bienal no tempo, ampliando os canais de diálogo com a comunidade e contribuindo para fomentar a cena artística local, a Casa M busca ampliar os públicos das artes visuais.
De vocação interdisciplinar, o espaço não se restringe a um ambiente expositivo. Está destinado a diferentes linguagens, promovendo apresentações, performances, oficinas, cursos e conversas que mesclam artes visuais, literatura, cinema, música, dança e teatro, entre outras expressões e áreas do conhecimento.  Dentre os ambientes, estão um café doméstico, um ateliê coletivo, uma sala de projeções e um espaço de leitura que disponibiliza ao público livros e revistas de arte pertencentes ao Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Bienal, além de uma seleção de publicações sobre os temas e artistas que compõem a 8a edição. As exposições, que acontecem a cada mês, estão concentradas apenas na vitrine da morada, que por muitos anos abrigou uma chapelaria (e foi residência da artista e educadora Christina Balbão).

Museu Murillo La Greca. Recife/PE.

Após doar todo o seu acervo pessoal à Prefeitura do Recife, o pintor Murillo La Greca realizou um sonho antigo. Inaugurado em 1985, o Museu Murillo La Greca foi criado através de Decreto Lei e homenageia este pernambucano homônimo, cuja sensibilidade percorreu o mundo. O Museu Murillo La Greca vem protagonizando a reestruturação artística e patrimonial de um dos mais importantes acervos museológicos de Pernambuco.
Comportando um acervo de 1.400 desenhos, com técnicas de fusain, crayon, pastel e sanguínea, o museu ainda possui discos, livros, mobiliários e cartas, trocadas com Portinari e Giacometti. Há também 160 pinturas, entre paisagens, cenas históricas e retratos. Foi nesse acervo que La Greca deixou sua marca inconfundível, tendo o seu forte na diversidade de sua obra artística, da aproximação com a arte contemporânea. Esse rico patrimônio está à disposição da população recifense, através de exposições anuais de longa duração na Sala Principal, concomitantemente com exposições temporarias de arte contemporânea, design e arquitetura na Sala Secundária.
O museu ainda possui uma Sala Multiuso, que leva o nome de Silvia Decussati, esposa de Murillo, onde acontece além de exposições e mostra de vídeos, palestras, lançamentos de livros e outras atividades culturais.
Para divulgar e oxigenar este rico acervo está sendo desenvolvido um trabalho educativo, trazendo o Museu para um espaço mais dinâmico, incentivando a formação através de oficinas e cursos, além de curadorias como fomento à produção artística nacional. O Projeto Amplificadores  e o Projeto Fachada são algumas das estratégias que compõem o conjunto de atividades que reforçam a relação do Museu com artistas, curadores e a sociedade em geral.

Convocatória: Vídeos Desvenda


Inscrições até 30 de novembro

Mais informações: http://desvenda.net
Todos os trabalhos estão em mostra permanente na Internet.

 

Cultura afro gaúcha na Casa M / 8ª Bienal do Mercosul

A Casa M recebe no próximo sábado, 05 de novembro, às 18h30, os músicos Richard Serraria, Marcelo Cougo e LucasKinoshita que ministram a oficina de tambor sopapo. A atividade tem o objetivo de apresentar ao público o instrumento e a cultura afro gaúcha. O tambor sopapo é um instrumento quase em extinção, herdado da cultura dos escravos africanos que habitaram o Rio Grande do Sul. As inscrições para a oficina são gratuitas e devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Após a oficina, será exibido o documentário O Grande Tambor, com a presença do diretor Gustavo Turk. O documentário é resultado de um projeto de resgate da produção, cultura e história doinstrumento, realizado em 1999 pelo Coletivo Catarse, em convênio com o Programa Nacional do Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. A entrada é franca.

Oficina e exibição do documentário O Grande Tambor, com Richard Serraria, Marcelo Cougo e Lucas Kinoshita
Sábado, 05 de novembro, às 18h30
Inscrições através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel) – CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 31 de outubro a 05 de novembro

A programação da semana de 31 de outubro a 05 de novembro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para a oficina e a apresentação de projetos curatoriais com a curadora residente, a chilena Soledad García, a mostra dostrabalhos desenvolvidos na Oficina dos Vizinhos, conversas sobre moda, beleza e arte e o programa Duetos, que traz Diego Mac com Teatro Geográfico.
Encerrando o programa de Residências de Curadores da 8ª Bienal do Mercosul, a curadora Soledad García ministra, na segunda-feira, 31 de outubro, às 16h, a oficina Micro-colecciones de ficción. Osparticipantes vão criar pequenas coleções de livros a partir do acervo de publicações do Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Bienal do Mercosul. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br. A oficina é destinada a historiadores, bibliotecários, estudantes e interessados em geral.
No mesmo dia, às 19h30, a chilena apresenta ao público diferentes projetos curatoriais em colaboração voltados à intervenção em espaços públicos. Soledad vai contar as experiências do projeto do Centro de Documentação de Artes Visuais do Centro Cultural Palacio La Moneda, no Chile.
O programa de residências de curadores trouxe à Casa M, durante o ano de 2011, quatro curadores da América Latina (Argentina, Brasil, Chile e México) para passar uma semana em Porto Alegre, visitando ateliês e ativando a programação da Casa. Soledad é curadora e historiadora da arte, coordenadora do Centro de Documentação de Artes Visuais do Centro Cultural Palacio LaMoneda (Chile).
Ainda na segunda-feira, inicia-se nova mostra de vídeos da Casa M. De 31 de outubro a 12 de novembro, entra em cena o projeto Extranatureza, com curadoria da jornalista Paula Alzugaray (Revista Istoé e Revista SeLect). É a primeira mostra de um projetodedicado ao diálogo entre o pensamento curatorial e o pensamento editorial. A mostra está organizada em cinco grupos de obras: Paisagem, Corpo Casa, Natureza morta, Viagem travessia e Vídeo para celular.
Na terça-feira, 1º de novembro, o assunto é Moda, Arte e Beleza, com o evento BelOlhar, promovido pelas Lojas Pompéia, uma das apoiadoras da 8ª Bienal do Mercosul. Os diálogos abertos ao público são mediados pela estilista Greice Antes, quedesenvolveu a coleção de mesmo nome para a rede. As conversas ocorrem às 19h30 e o segundo encontro está marcado para o dia 08 de novembro. Nesta terça-feira, a conversa tem o tema Quem ama o feio, bonito lhe parece: a beleza ao longo das épocas, com participação do coordenador de cinema, vídeo e fotografia da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre Bernardo de Souza, da maquiadora e hair stylist Paula Ferrary, do artista e integrante do Atelier Subterrânea, Guilherme Dable e da jornalista, crítica de arte e professora do Instituto de Artes da UFRGS Paula Ramos.
Na quarta-feira, 02 de novembro, a partir das 10h, os participantes da Oficina dos Vizinhos, ministrada pela artista plástica e professora Claudia Sperb, expõem seus trabalhos produzidos durante cinco meses de atividades. As obras produzidas formarão um grande mapa composto pelos mapas pessoais de cada integrante do grupo e serão expostas na Rua Fernando Machado, em frente àCasa M.
Na quinta-feira, 03 de novembro, duas oficinas marcam a programação da Casa M: às 14h30, videoartista Rodrigo John ministra a oficina Fronteiras diluídas, que apresenta as possibilidades de experimentaçãode linguagens e processos técnicos em vídeo, no limiar entre o cinema e as artes plásticas.
No mesmo horário, o arte-educador Luciano Montanha ministra o primeiro de três encontros da oficina Pensando o espaço urbano, que pretende discutir o espaço urbano como campo de ação do artista, a partir de um exercício de análise das obras da mostra Cidade Não Vista, da 8ª Bienal doMercosul. Os encontros seguem nos dias 10 e 17 de novembro.
As inscrições para as duas atividades são gratuitas e devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Sexta-feira, 04 de novembro, é dia de Duetos, projeto onde doze artistas e coletivos de diferentes linguagens utilizam a Casa M como espaço de trabalho e investigação ao longo do ano e desenvolvem pesquisas em colaboração. Às 19h30, Diego Mace o Teatro Geográfico apresentam os resultados dessa parceria. Intitulada GEOCOREOGRAFIA: Cidade não vista, a performance conta com a participação de diversos atores e bailarinos de Porto Alegre e ocorrerá nas escadarias da Rua João Manoel, em frente à Casa M. Diego Mac é diretor, coreógrafo e bailarino. O Teatro Geográfico se concentra na pesquisa sobre o espaço como agente principal na criação cênica.
O sábado, 05 de novembro, inicia com uma das oficinas especiais, criadas e ministradas por mediadores da 8ª Bienal do Mercosul. Ás 9h, Gaston Kremer ministra a oficina Geopoética versus Geopolítica –conflitos por território e desdobramentos na arte. A oficina vai abordar diversos conflitos por território que ocorrem no mundo, fazendo relação com obras expostas nessa Bienal que discutem a noção de territorialidade e conflito. São 20 vagas disponíveis e as inscrições podem ser feitas através do email carla@bienalmercosul.art.br ou no horário da atividade, no local.
Às 14h, a Casa M abre as portas para ser o ponto de partida de um circuito de espaços independentes de arte no Centro da cidade. O projeto tem como objetivo a ativação e integração dos espaços culturais da vizinhança da Casa M. Participam docircuito os espaços Estudio Hybrido, Jabutipê, Museu do Trabalho, atelier da artista Ana Aita, IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, Camerata de Música, Alumiar, Arteloja CCMQ e Comunidade Utopia e Luta, que passam a abrir aos sábados, das 14h às 18h. Os circuitos começam sempre pela Casa M, no começo da tarde. Lá, o público encontra todas as informações disponíveis sobre esses locais em um mapa.
Às 18h30, os músicos Richard Serraria, Marcelo Cougo e Lucas Kinoshita ministram a oficina O grande tambor. A atividade tem o objetivo deapresentar o tambor sopapo e a cultura afro gaúcha. O tambor sopapo é um instrumento quase em extinção, herdado da cultura dos escravos africanos que habitaram o Rio Grande do Sul. Em 1999, o Coletivo Catarse, em convênio com o Programa Nacional do Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, produziu um projeto de resgate da produção, cultura e história do instrumento. O resultado desse projeto transformou-se no documentáriointitulado O Grande Tambor, que será exibido neste dia, após a oficina com a presença do diretor Gustavo Turk.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. A artista desse mês é Glaucis de Morais, que apresenta ainstalação Lugar Remoto, um vídeo que reúne relatos imaginários sobre Porto Alegre: depoimentos de pessoas que nunca estiveram na cidade e só a conhecem por meio de um cartão postal. O próximo artista a ocupar o espaço é João Genaro, com abertura programada para o dia 26 de novembro.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M, destinado a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. As inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programaçãocompleta dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 31 de outubro a 05 de novembro
Vitrine – Glaucis de Morais, abertura no dia 29 às 11h
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

31 de outubro – segunda
16h – Oficina – Micro-colecciones de ficción | Soledad García
18h30 – Mostra de vídeos – Extranatureza | Paula Alzugaray
19h – Conversa – Soledad García

01 de novembro – terça
09h – Formação de Professores – Poéticas da apropriação | Estevão Haeser
12h30 – Mostra de vídeos – Extranatureza | Paula Alzugaray
19h30 – Conversa – BelOlhar – Quem ama o feio, bonito lhe parece: a beleza ao longo das épocas | Bernardo de Souza, Paula Ferrary, Guilherme Dable e Paula Ramos

02 de novembro – quarta
10h – Especial – Mostra dos trabalhos produzidos na Oficina dos Vizinhos
14h30 – Oficina – Fronteiras diluídas | Rodrigo John
14h30 – Oficina – Pensando o espaço urbano | Luciano Montanha
18h30 – Mostra de vídeos – Extranatureza | Paula Alzugaray

03 de novembro – quinta
12h30 – Mostra de vídeos – Extranatureza | Paula Alzugaray
18h30 – Formação de Professores – A imagem e seus poderes | André Rocha

04 de novembro – sexta
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Extranatureza | Paula Alzugaray
19h – Duetos – Geocoreografia: Cidade Não Vista | Diego Mac e Teatro Geográfico

05 de novembro – sábado
09h – Oficina – Geopoética versus Geopolítica – conflitos por território e desdobramentos na arte | GastonKremer
14h – Especial – Circuito Centro
16h – Mostra de vídeos – Extranatureza | Paula Alzugaray
18h30 – Oficina e exibição de documentário – O grande tambor | Richard Serraria, Marcelo Cougo e Lucas Kinoshita

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Lugar Remoto / Casa M

Casa M – programação de 24 a 29 de outubro

A programação da semana de 24 a 29 de outubro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para a conversa com os integrantes do projeto Continentes, a mostra Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento, workshop sobre crítica de arte, Combos sobre o Pampa e a abertura da Vitrine de Glaucis de Morais.
Na segunda-feira, 24 de outubro, das 14h às 17h, ocorre o workshop Perspectiva Histórica da Crítica de Arte, promovido pela AICA – Associação Internacional de Críticos de Arte. O evento é coordenado por Lisbeth Rebollo Gonçalves, presidente da ABCA – Associação Brasileira de Críticos de Arte e terá como ministrantes Yacouba Konate – Presidente da AICA, crítico e professor, Haydée Venegas – Diretora Tesoureira da AICA, crítica e professora de História da Arte, Brane Kovic – Diretor Secretário Geral, critico e curador independente, Henry Meyric-Hughes – crítico, curador independente, ex-presidente da AICA e Susana Sulic – AICA França. São 25 vagas disponíveis destinadas a profissionais atuantes na imprensa cultural, críticos de arte e estudantes. As aulas serão ministradas em inglês ou espanhol e as inscrições são gratuitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Na terça-feira, dia 25, das 17h30 às 20h, ocorre a já tradicional Oficina dos Vizinhos, ministrada pela artista plástica e professora Claudia Sperb.  A cada encontro são discutidas ações e realizações em conjunto, utilizando-se os espaços, conteúdos e materiais da 8ª Bienal do Mercosul. Nesse encontro, os participantes vão gravar depoimentos sobre a experiência.
Às 19h30, a crítica de arte Glória Ferreira lança seu livro Entrefalas. Durante o evento, Glória participa de conversa com o público, intitulada Entrevista: entre a fala e a escrita. A publicação reúne entrevistas realizadas desde os anos 1980 com artistas e críticos, brasileiros e estrangeiros. O livro faz parte da coleção Arte: Ensaios e Documentos no 4, da Editora Zouk.
Na quarta-feira, 26, às 19h, o público pode conferir mais uma edição dos Combos, onde três convidados de diferentes áreas compartilham projetos em desenvolvimento e trocam ideias sobre suas práticas. A paisagem particular do Sul do continente é tema da conversa do dia, que reúne três artistas de diferentes áreas cujos trabalhos impactam ou são impactados pelo cenário. Participam Maria Helena Bernardes e André Severo, do Projeto Areal, criado em 2000 a partir de uma série de viagens realizadas pelo interior do Rio Grande do Sul;a diretora teatral e pesquisadora Inês Marocco, que propõe o treinamento de atores baseado na pesquisa As técnicas corporais do gaúcho e a sua relação com a performance do ator/dançarino, e Felipe Azevedo, compositor, violonista, cantor, educador musical e ensaísta.
A programação de sexta-feira, dia 28, traz duas atrações: às 18h30, a Galeria Metropolitana do Chile lança na Casa M o livro GaleríaMetropolitana 2004-2010, que documenta o trabalho realizado pelo espaço. Segundo os editores, trata-se de um exercício de memória que se coloca como uma reconstrução aproximada dos processos, experiências e obras que tornaram possível sua importância na cena da arte contemporânea chilena. As edições mais recentes da revista Recibo também serão distribuídas gratuitamente. A publicação experimental de artes visuais se define como “plataformacuratorial-gráfica”, tendo como princípio agenciar projetos e ações relacionadas a práticas artísticas de análise, circulação e dispersão de ideias.
Após o lançamento, os editores se reúnem com integrantes dos espaços artísticos independentes Kiosko Galería (Santa Cruz de la Sierra/Bolívia), Diablo Rosso (Ciudad de Panamá/Panamá) e Batiscafo (Havana/Cuba), que participam do projeto Continentes, da 8ª Bienal do Mercosul, para um bate-papo com o público.
O sábado traz programação intensa na Casa M. Das 10h às 12h, o ator Cleber Vinícius dos Santos trará para os participantes uma oficina sensorial. A oficina O Aroma da Memória pretende, através da experiência sensorial, estimular o surgimento de lembranças que possam ser partilhadas pelos participantes em forma de produção textual. Interessados a partir de 16 anos podem participar. São 10 vagas disponíveis e as inscrições podem ser feitas através do email carla@bienalmercosul.art.br ou no horário da atividade, no local.
Às 11h, Glaucis de Morais inaugura sua Vitrine na Casa M. Operações sutis – delicadas na forma, mas agudas nas reflexões que evocam – compõem a obra da artista, que se vale de diferentes linguagens: do vídeo à fotografia, passando pelo desenho einstalação. Na vitrine da Casa M, a artista apresenta um vídeo que reúne relatos imaginários sobre Porto Alegre: depoimentos de pessoas que nunca estiveram na cidade e só a conhecem por meio de um cartão postal. O próximo artista a ocupar o espaço é João Genaro, com abertura programada para o dia 26 denovembro.
Às 14h, a Casa M abre as portas para ser o ponto de partida de um circuito de espaços independentes de arte no Centro da cidade. O projeto tem como objetivo a ativação e integração dos espaços culturais da vizinhança da Casa M. Participam docircuito os espaços Estudio Hybrido, Jabutipê, Museu do Trabalho, atelier da artista Ana Aita, IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, Camerata de Música, Alumiar, Arteloja CCMQ e Comunidade Utopia e Luta, que passam a abrir aos sábados, das 14h às 18h. Os circuitos começam sempre pela Casa M, no começo da tarde. Lá, o público encontra todas as informações disponíveis sobre esses locais em um mapa.
Segue em cartaz na Casa M a série de curtas metragens intitulada Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento, produzida pela V2 Cinema e que apresenta algumas das personalidades do cinema, teatro, música e artes plásticas que passaram pelo curso de altos estudos Fronteiras do Pensamento em 2008: David Lynch, Fernando Arrabal, Phillip Glass, Win Wenders, Beto Brant e José Padilha. Os cinco curtas dirigidos por Marcio Schoenardie (Dois Andares), Fernando Belens (Teatro de Titãs), Gustavo Spolidoro (De volta ao quarto 666), Camila Gonzatto (What are you looking for?) e Davi Pinheiro (O passageiro obscuro) são exibidos durante a semana separadamente e, em sua versão integral, aos sábados, às 16h. A mostra vai até o dia 28 de outubro, com entrada franca.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M, destinado a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. As inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programaçãocompleta dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana  de 24 a 29 de outubro
Vitrine – Glaucis de Morais, abertura no dia 29 às 11h
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

24 de outubro – segunda
14h – Oficina – Perspectiva histórica da crítica de arte |AICA
18h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Dois andares – Marcio Schoenardie

25 de outubro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Teatro de Titãs – Fernando Belens
17h30 – Oficina – Oficina dos Vizinhos | Claudia Sperb
19h30 – Especial – Lançamento livro Entrefalas e conversa com Glória Ferreira

26 de outubro – quarta
14h – Oficina – Obras de arte na narrativa | Daniel Galera (2ºencontro)
18h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | De volta ao quarto 666 – Gustavo Spolidoro
19h – Combos – Pampas | Maria Helena Bernardes, André Severo, Inês Marocco eFelipe Azevedo

27 de outubro – quinta
12h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | What are you looking for? – Camila Gonzatto

28 de outubro – sexta
14h às 17h – Formação de Professores – A cidade como suporte | Estevão Haeser e JorgeBucksdricker
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | O passageiro obscuro – Davi Pinheiro
18h30 – Especial – Lançamento | publicações Galeria Metropolitana 2004-2010 e Recibo
19h – Conversa – Continentes – Kiosko, Diablo Rosso e Batiscafo

29 de outubro – sábado
10h às 12h – Oficina – O Aroma da Memória | Cléber Vinícius dosSantos
11h – Vitrine – Glaucis de Morais
14h – Especial – Circuito Centro
16h – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento

Casa M
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS

Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 17 a 22 de outubro

A programação da semana de 17 a 22 de outubro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para a conversa com os artistas Fábio Morais e Pedro Palhares, a série de curtas metragens Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento, a oficina com Teatro Geográfico e os Duetos com Carla Borba e Yanto Laitano.
Segue em cartaz na Casa M a série de curtas metragens intitulada Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento, produzida pela V2 Cinema e que apresenta algumas das personalidades do cinema, teatro, música e artes plásticas que passaram pelo curso de altos estudos Fronteiras do Pensamento em 2008: David Lynch, Fernando Arrabal, Phillip Glass, Win Wenders, Beto Brant e José Padilha. Os cinco curtas dirigidos por Marcio Schoenardie (Dois Andares), Fernando Belens (Teatro de Titãs), Gustavo Spolidoro (De volta ao quarto 666), Camila Gonzatto (What are you looking for?) e Davi Pinheiro (O passageiro obscuro) são exibidos durante a semana separadamente e, em sua versão integral, aos sábados, às 16h. A mostra vai até o dia 28 de outubro, com entrada franca.
A partir da próxima segunda-feira, dia 17, acontece na Casa M a oficina A Casa como moldura de cena, ministrada pelos atores do Teatro Geográfico, TatianaVinhais e Pablo Damian. A atividade propõe observar o espaço físico e histórico da Casa M como espaço cênico, proporcionando a criação teatral a partir da experiência dos participantes com o lugar. A oficina tem duração de três encontros, nos dias 17, 19 e 21 de outubro, das 9h às 12h. As inscrições são gratuitas pelo email oficinascasam@bienalmercosul.art.br e o público alvo é de estudantes de artes cênicas, atores e bailarinos. Os resultados da oficina serão apresentados ao público no sábado, dia 22 de outubro, às 16h.
Na quinta-feira, dia 20 de outubro, às 19h, os artistas Fábio Morais e Pedro Palhares, que participam da 8ª Bienal do Mercosul promovem uma conversa com o público na Casa M. As obras de Morais e Palhares integram as mostras Geopoéticas e Cidade Não Vista, respectivamente. Os artistas vão falar de suas obras, seus novos projetos e de sua experiência na Bienal do Mercosul.  Morais utiliza-se da palavra e da literatura para pensar o território e a nação a partir do campo da linguagem, em sua obra, trabalha com mapas e promove encontros de mares a partir dedicionários e atlas. Palhares apresenta criações multidisciplinares e experimentais, com pesquisas em fotografia, performance, música e audiovisual. Sua obra para a Bienal, que está instalada no Aeromóvel e faz parte da mostra Cidade Não Vista, é uma espécie de rede que conecta as pessoas a partir do som.
Sexta-feira é dia de Duetos na Casa M. Entre junho e setembro, foram seis apresentações de doze artistas e coletivos de diferentes linguagens – música, literatura, dança, cinema e artes visuais. A partir de outubro até dezembro, novas duplas se formam para apresentar criações em conjunto. A parceria do dia 21 de outubro é entre Carla Borba e Yanto Laitano. Artista, performer e mestranda em Artes Visuais, Carla explora em seus trabalhos as relações entre corpo e imagem. Laitano é compositor, pianista, cantor e mestre em música e suas composições transitam entre música contemporânea e pop, frequentemente utilizando instrumentos não convencionais, explorando elementos cômicos e cênicos. A dupla apresenta o resultado desseencontro a partir das 19h.
O sábado traz programação intensa na Casa M. Das 9h às 12h, a professora de Literatura e Redação, arte-educadora e performer Michele Zgiet de Carvalho traz o tema geopoéticas para a pauta. Aoficina pretende discutir a diferença entre as ideias de país e nação, de identificação externa e pertencimento, de constituição de imaginário coletivo e representações artísticas de todas estas “ficções”. As inscrições são gratuitas através do email carla@bienalmercosul.org.br, com Carla Borba ou no local, no horário da atividade.
Às 14h, a Casa M abre as portas para ser o ponto de partida de um circuito de espaços independentes de arte no Centro da cidade. O projeto tem como objetivo a ativação e integração dos espaços culturais da vizinhança da Casa M. Participamdo circuito os espaços Estudio Hybrido, Jabutipê, Museu do Trabalho, atelier da artista Ana Aita, IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, Camerata de Música, Alumiar, Arteloja CCMQ e Comunidade Utopia e Luta, que passam a abrir aos sábados, das 14h às 18h. Os circuitos começam sempre pela Casa M, no começo da tarde. Lá, o público encontra todas as informações disponíveis sobre esses locais em um mapa.
Ás 16h, o espaço em volta da mesa se transforma em ponto de encontro de artistas, vizinhos e visitantes no Chá da Casa. No mesmo horário, os participantes da oficina do Teatro Geográfico apresentam o resultado de uma semana de atividades para o público.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. O artista do mês é Rommulo Conceição, que cria ambientesdeformados, lugares desconcertantes, ainda que impecavelmente bem acabados e muitas vezes funcionais. À primeira vista inquestionáveis, nossas ideias e percepções sobre espaços cotidianos são colocadas em xeque pelas criações do artista, sejam elas fotografias, desenhos, objetos ou instalações. Ao aproximar realidades tão distintas quanto uma cozinha e um banheiro ou um cinema e um supermercado, Rommulo embaralha construções identitárias aparentemente fixas. Saiba mais sobre o artista em http://rommulo.com. Para a Vitrine da Casa M, Rommulo criou uma peça – meio objeto, meio lugar – que condensa fragmentos da arquitetura da casa. A próxima artista a ocupar o espaço é Glaucis de Moraes, com aberturaprogramada para o dia 29 de oubro.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M, destinado a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. As inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programaçãocompleta dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 17 a 22 deoutubro
Vitrine – Rommulo Conceição
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

17 de outubro – segunda
9h – Oficina – A Casa como moldura de cena | TeatroGeográfico
18h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Dois andares – Marcio Schoenardie

18 de outubro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Teatro de Titãs – Fernando Belens

19 de outubro – quarta
9h – Oficina – A Casa como moldura de cena | TeatroGeográfico
18h30 – Mostra de vídeos -Fronteiras do Pensamento | De volta ao quarto 666 – Gustavo Spolidoro

20 de outubro – quinta
12h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | What are you looking for? – Camila Gonzatto
19h – Conversa com artistas da Bienal – Fabio Morais e Pedro Palhares

21 de outubro – sexta
9h – Oficina – A Casa como moldura de cena | TeatroGeográfico
14h às 17h – Formação de Professores – A cidade como suporte| Estevão Haeser e JorgeBucksdricker
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | O passageiro obscuro – Davi Pinheiro
19h – Duetos – Carla Borba e Yanto Laitano

22 de outubro – sábado
09h às 12h – Oficina – Geopoética na prática | Michele Zgiet deCarvalho
14h – Especial – Circuito Centro
16h – Especial – Chá da Casa
16h – Mostra de vídeos -Fronteiras do Pensamento | Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento
16h – Performance – Resultados oficina A Casa como moldura de cena | Teatro Geográfico

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M oferece workshop para jornalistas da área cultural e críticos de arte

No dia 24 de outubro, segunda-feira, das 14h às 17h, acontece na Casa M o workshop Perspectiva Histórica da Crítica de Arte, promovido pelaAICA – Associação Internacional de Críticos de Arte. A oficina terá três etapas: num primeiro momento, os ministrantes apresentarão as perspectivas históricas da Crítica de Arte em diferentes tradições (européia, latino-americana, africana). O segundo momento será reservado à discussão Tempos globais: Crítica e Curadoria no presente. A terceira e última etapa é prática e os participantes farão um exercício sobre questões de críticas no projeto da Bienal do Mercosul.
O evento é coordenado por Lisbeth Rebollo Gonçalves, presidente da ABCA – Associação Brasileira de Críticos de Arte e terá como ministrantes Yacouba Konate – Presidente da AICA, crítico e professor, Haydée Venegas –Diretora Tesoureira da AICA, crítica e professora de História da Arte, Brane Kovic – Diretor Secretário Geral, critico e curador independente, Henry Meyric-Hughes – crítico, curador independente, ex-presidente da AICA e Susana Sulic – AICA França.
São 25 vagas disponíveis destinadas a profissionais atuantes na imprensa cultural, críticos de arte e estudantes. As aulas serão ministradas em inglês ou espanhol e as inscrições são gratuitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br

Sobre a AICA – Associação Internacional de Críticos de Arte é uma Organização Não-Governamental, fundada em 1950, sob patrocínio da UNESCO. O objetivo da instituição é apoiar a crítica de arte em todas as formas pelo mundo. Seu escritório, sediado em Paris, representa e promove as atividades de mais de 4500 membros, divididos em 63 diferentes áreas ao redor do mundo. A AICAtambém vai promover o Prêmio de Incentivo aos Jovens Críticos, cujo tema será a Bienal do Mercosul. Destinado a jovens críticos de arte da América Latina, o prêmio está com inscrições abertas até 30 de dezembro. Informações pelo email: aica.office@gmail.com.

Workshop Perspectiva Histórica da Crítica de Arte
Promovido pela AICA – Associação Internacional de Críticos de Arte
Segunda-feira, 24 de outubro, das 14h às 17h
Público alvo: profissionais de imprensa da área cultural, críticos de arte e estudantes
Inscrições gratuitas pelo email oficinascasam@bienalmercosul.art.br. 25vagas

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h – Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel) – CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS / Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 10 a 15 de outubro

A programação da semana de 10 a 15 de outubro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para a conversa com os integrantes do espaço artístico independente lugar a dudas, de Cali/Colômbia, que participa do projeto Continentes da 8ª Bienal do Mercosul, a série de curtas metragens Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento e a programação especial no Dia das Crianças.
A partir de segunda-feira, 10 de outubro, uma nova mostra de vídeos inicia no porão da Casa M. A série de curtas metragens intitulada Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento, produzida pela V2 Cinema, apresenta algumas das personalidades que passaram pelo palco do Fronteiras do Pensamento 2008, seminário internacional que recebe alguns dos mais representativos intelectuais da cena mundial contemporânea em Porto Alegre. Os cinco curtas dirigidos por Marcio Schoenardie (Dois Andares), Fernando Belens (Teatro de Titãs), Gustavo Spolidoro (De volta ao quarto 666), Camila Gonzatto (What are you looking for?) e Davi Pinheiro (O passageiro obscuro) serão exibidos durante a semana separadamente e, em sua versão integral, aos sábados.
Na terça-feira, das 17h30 às 20h, ocorre mais uma edição da Oficina dos Vizinhos, ministrada pela artista plástica e professora Cláudia Sperb. A cada encontro são discutidas ações e realizações em conjunto, utilizando-se de espaços, conteúdos e materiais da 8ª Bienal do Mercosul.
Às 19h, os integrantes do projeto lugar a dudas, de Cali (Colômbia) participam de uma conversa para falar sobre sua atuação na Colômbia e sua experiência no projeto Continentes, da 8ª Bienal do Mercosul.No início de outubro, integrantes do lugar a dudas realizaram uma série de atividades desenvolvidas em colaboração com o espaço independente NAVI- Núcleo de Artes Visuais, de Caxias do Sul/RS. Continentes da 8ª Bienal do Mercosul tem como objetivo fortalecer a rede de espaços artísticos independentes da América Latina e do Rio Grande do Sul através da troca de experiências relacionadas aos processos de criação curatorial eartística.
O lugar a dudas é também uma das inspirações da Casa M: possui três espaços articulados que se configuram de acordo com a necessidade. Apesar de distintos, cada um inclui uma série de atividades pensadas e dirigidas à pesquisa, ao pensamento crítico e à produção de conteúdosdentro do campo da prática artística contemporânea. O projeto possui espaços de exibição, sala de estar, sala de leitura e pátio onde acontecem ciclos de cinema, mostras, conversas, fóruns e oficinas.
No dia 12 de outubro, das 14h às 18h, a Casa M oferece uma programação especial para o Dia das Crianças.  A partir das 14h, os pequenos podem participam de uma feira de troca de brinquedos, além de mostra de vídeos infantis no porão. Durante a tarde, o elenco da opereta Pé de Pilão estará presente, fazendo apresentações.
No sábado, duas oficinas especiais fazem parte da programação. Das 9h às 12h, Paula Cristina Luersen ministra Apropriação da arte pelo público:processos colaborativos na arte contemporânea. A oficina pretende pensar a experiência do público que assume o papel de participante junto a trabalhos desse caráter. Em seguida, às 14h, a oficina Loucura Permitida, ministrada por Sara Hartmann, pretende discutir e problematizar a produção de idéias cotidianas sobre a loucura, através da experimentação com práticas artísticas. As inscrições são gratuitas e podemser feitas através do email carla@bienalmercosul.org.br ou no dia da oficina.
Ainda no sábado, às 14h, a Casa M abre as portas para ser o ponto de partida de um circuito de espaços independentes de arte no Centro da cidade. O projeto tem como objetivo a ativação e integração dos espaços culturais da vizinhança daCasa M. Participam do circuito os espaços Estudio Hybrido, Jabutipê, Museu do Trabalho, atelier da artista Ana Aita, IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, Camerata de Música, Alumiar, Arteloja CCMQ e Comunidade Utopia e Luta, que passam a abrir aos sábados, das 14h às 18h. Os circuitos começam sempre pela Casa M, no começo da tarde. Lá, o público encontra todas as informações disponíveis sobre esses locais em ummapa.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. O artista do mês é Rommulo Conceição, que cria ambientesdeformados, lugares desconcertantes, ainda que impecavelmente bem acabados e muitas vezes funcionais. À primeira vista inquestionáveis, nossas ideias e percepções sobre espaços cotidianos são colocadas em xeque pelas criações do artista, sejam elas fotografias, desenhos, objetos ou instalações. Ao aproximar realidades tão distintas quanto uma cozinha e um banheiro ou um cinema e um supermercado, Rommulo embaralha construções identitárias aparentemente fixas. Saiba mais sobre o artista em http://rommulo.com. Para a Vitrine da Casa M, Rommulo criou uma peça – meio objeto, meio lugar – que condensa fragmentos da arquitetura da casa. A próxima artista a ocupar o espaço é Glaucis de Moraes, com aberturaprogramada para o dia 29 de outubro. Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M, destinado a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. As inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programaçãocompleta dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 10 a 15 deoutubro
Vitrine – Rommulo Conceição
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

10 de outubro – segunda
18h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Dois andares – Marcio Schoenardie

11 de outubro – terça
12h30 – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Teatro de Titãs – Fernando Belens
17h30 às 20h – Oficina – Oficina dos Vizinhos | Claudia Sperb
19h – Conversa – lugar a dudas | Projeto Continentes

12 de outubro – terça
14h às 18h – Especial – Casa Maluca | Programação do Dia das Crianças

14 de outubro – sexta
14h às 17h – Formação de Professores – Fricções: a arte como território de ficções | André Rocha eEstevão Haeser
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | O passageiro obscuro – Davi Pinheiro

15 de outubro – sábado
09 às 12h – Formação de Professores -Arte e Guerra | André Rocha
09h às 12h – Oficina – Apropriação da arte pelo público: processos colaborativos na arte contemporânea | Paula Cristina Luersen
14h – Especial – Circuito Centro
14h – Oficina – Loucura Permitida | SaraHartmann
16h – Mostra de vídeos – Fronteiras do Pensamento | Ensaios Visuais Fronteiras do Pensamento

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)  CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 03 a 08 de outubro

A programação da semana de 03 a 08 de outubro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para as oficinas do Projeto Poliedro e Daniel Galera, conversas com Ricardo Reis, participantes do projeto Duetos e Pavam Sharifi e Combos sobre Memória e História.
Na segunda-feira, 03 de outubro, das 14h às 17h30, ocorre a oficina Derivação no território do Centro, evento realizado pelo Projeto Poliedro. O curso será ministrado pelo GPIT – Grupo de PesquisaIdentidade e Território, da Faculdade de Arquitetura da UFRGS e tem como objetivo capturar os fragmentos do cotidiano utilizando diferentes ferramentas (foto, video, som, desenho, corpo) e reinterpretá-los numa construção coletiva. O público alvo é de pessoas que desenvolvem atividades de arte, design, arquitetura, gestão cultural,turismo, economia criativa e interessados em cultura. O Projeto Poliedro – Experiências em Rede é uma iniciativa do NDP – Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Bienal do Mercosul e tem como objetivo  oferecer ao público interessado oficinas temáticas na Sala de Leitura da Casa M. São 20 vagas disponíveis e as inscrições gratuitas devem ser feitas através do email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Na terça-feira, 04 de outubro, às 15h, Ricardo Reis participa de conversa na Casa M. Reis é doutorando em Artes e Educação na Universidade de Barcelona, na qual desenvolve pesquisa sobre o papel da escola no desenvolvimento e valorização social da literatura visual, e falará sobre Encontros Iberoamericanos: Geo(in)visibilidades em Arte Educação. O encontro trará conceitos como mapeamento, colonização e redes transnacionais dentro do âmbito da arte educação.
A quarta-feira será movimentada: das 14h às 18h, Daniel Galera ministra a oficina Obras de arte na narrativa. O curso tem turma única e terá dois encontros, encerrando no dia 26. A proposta da oficina prevê a criação de contos focada no uso de obras e conceitos das artes plásticas como elemento narrativo. Entre o primeiro e o segundo encontro, os alunos terão a tarefa de visitar espaços e obras da Bienal e escolher um ou mais trabalhos que deverão inspirar ou ser elemento narrativo importante dos contos a serem escritos. O público alvo é de estudantes de comunicação e letras, escritores, jornalistas e interessados em produção textual. São 15 vagas disponíveis e asinscrições devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
No mesmo dia, acontece mais uma edição dos Combos, onde três convidados de diferentes áreas compartilham com o público projetos em desenvolvimento e trocam ideias sobre suas práticas. O encontro acontece às 19h e o tema é Memória/História, arelação do homem com as noções de memória, história, passado e o modo como as experiências vividas ou transmitidas perpassam suas relações e o porvir. Participam desse Combo a artista Helene Sacco, professora e pesquisadora na área de arte e cidade, a arquiteta e membro do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) Candice Ballester e o psicanalista JaimeBetts.

No dia 06 de outubro, quinta-feira, às 19h, o artista, escritor e co-fundador do coletivo Slavs and Tatars, Pavam Sharifi, fala sobre a obra Caro 1979, conheça 1989, exposta na mostra Geopoéticas, no Cais do Porto. A criação observa dois diferentes momentos, 1979 e 1989, como as principais narrativas geopolíticas do séculos XX e XXI: o comunismo e o islamismo, através de tópicos díspares como monocelhas, The Beach Boys e modernidade. Apresentada em diversos lugares do mundo, Europa, Estados Unidos e Oriente Médio, seus assuntos foram convertidos em um jornal, distribuído em português na 8ª Bienal do Mercosul.
Sexta-feira, dia 07, é dia de Duetos na Casa M. Às19h, os artistas participantes do programa se reúnem para avaliar o projeto, propor reflexões sobre o processo da criação em colaboração e pensar novos rumos para o programa.
No sábado, dia 08 de outubro, às 14h, a Casa M abre as portas para ser o ponto de partida de um circuito de espaços independentes de arte no Centro dacidade. O projeto tem como objetivo a ativação e integração dos espaços culturais da vizinhança da Casa M. Participam do circuito os espaços Estudio Hybrido, Jabutipê, Museu do Trabalho, atelier da artista Ana Aita, IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, Camerata de Música, Alumiar, Arteloja CCMQ e Comunidade Utopia e Luta, que passam a abrir aos sábados, das 14h às 18h. Os circuitos começam sempre pela Casa M, nocomeço da tarde. Lá, o público encontra todas as informações disponíveis sobre esses locais em um mapa.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. O artista do mês é Rommulo Conceição, que cria ambientesdeformados, lugares desconcertantes, ainda que impecavelmente bem acabados e muitas vezes funcionais. À primeira vista inquestionáveis, nossas ideias e percepções sobre espaços cotidianos são colocadas em xeque pelas criações do artista, sejam elas fotografias, desenhos, objetos ou instalações. Ao aproximar realidades tão distintas quanto uma cozinha e um banheiro ou um cinema e um supermercado, Rommulo embaralha construções identitárias aparentemente fixas. Saiba mais sobre o artista em http://rommulo.com. Para a Vitrine da Casa M, Rommulo criou uma peça – meio objeto, meio lugar – que condensa fragmentos da arquitetura da casa. A próxima artista a ocupar o espaço é Glaucis de Moraes, com aberturaprogramada para o dia 29 de outubro.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M, destinado a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. As inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Oscursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 26 de setembro a 01 de outubro
Vitrine – Rommulo Conceição
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

03 de outubro – segunda
14h às 17h30 – Oficina – Projeto Poliedro – Derivação do território no Centro |GPIT
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos

04 de outubro – terça
09h às 12h – Formação de Professores – Nas fronteiras do traço: o desenho e seus territórios | Estevão Haeser
15h – Conversa – Ricardo Reis
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos

05 de outubro – quarta
14h às 18h  – Oficina – Obras de arte na narrativa | Daniel Galera
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos
19h – Combos – Memória/História | Helene Sacco, Candice Ballester e Jaime Betts

06 de outubro – quinta
12h30 às 14h30 – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos
19h – Conversa – Pavam Sharifi

07 de outubro – sexta
14h às 17h30 – Formação de Professores – Fricções: a arte como território de ficções | André Rocha e Estevão Haeser
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos
19h – Duetos – Conversa com artistas participantes

08 de outubro – sábado
09 às 12h – Formação de Professores – Arte e Guerra | André Rocha
14h – Especial – Circuito Centro

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – Programação de 26 de setembro à 1º de outubro

A programação da semana de 26 de setembro a 01 de outubro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para a conversa com integrantes do espaço artístico Planta Alta, de Assunção/Paraguai, que participam da 8ª Bienal do Mercosul noprojeto Continentes, conversa e oficina com o curador residente Mauricio Marcin, Circuito Centro e mostra de vídeos selecionados por Alexandre Santos.
Mauricio Marcin participa do programa de Residência de Curadores na Casa M. O projeto convida quatro curadores da América Latina (Argentina, Brasil, Chile e México) a passar uma semana em Porto Alegre, visitando ateliês e ativando a programação da casa. Marcin é mexicano, trabalha como curador doClauselito no Museu da Cidade do México, espaço dedicado à exposição de projetos site specific. Nos dias 25 e 26 de setembro, das 14h às 17h, o curador ministra a oficina 10 dias e 200 anos, na qual pretende organizar coletivamente um livro criado a partir de fragmentos dos impressos preferidos dos participantes. As inscrições sãogratuitas e devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br. São 15 vagas disponíveis e o público alvo é de jornalistas, estudantes de comunicação e letras e interessados em produção textual.
No dia 27, Marcin participa de conversa na Casa M, às 19h. Sua prática concentra-se também nas décadas de 1960, 1970 e 1980, quando se desenvolveu a arte não objetual no México, antecedente da arte contemporânea. O curador interessa-se particularmente pelaedição de livros, folhetos, catálogos e fanzines.
No dia 26, inicia nova mostra de vídeos na Casa M. A seleção que fica em cartaz até 08 de outubro é de Alexandre Santos, historiador, crítico de arte e professor de história da arte no Instituto de Artes da UFRGS. Alexandre desenvolve pesquisas sobre a presençada fotografia e da imagem na arte moderna e contemporânea.
Na terça-feira, dia 27, das 17h30 às 20h, acontece mais uma edição da Oficina dos Vizinhos, ministrada pela artista plástica e professora Cláudia Sperb. A cada encontro são discutidas ações e realizações em conjunto, utilizando-se os espaços, conteúdose materiais da 8ª Bienal do Mercosul.
Na quinta-feira, 29 de setembro, às 19h, os integrantes do espaço Planta Alta do Paraguai promovem um encontro com o público para falar de suas ações. O objetivo do espaço Planta Alta, que integra o projeto Continentes da 8ª Bienal do Mercosul,  é fomentar e estimular a produção e o reconhecimento de artistas emergentes do Paraguai. Ocupando um casarão de 1910, no centro antigo de Assunção, o grupo incentiva a criação de redes de intercâmbio, conhecimento e colaboração entre instituições culturais independentes do Rio Grande do Sul e de países da América Latina.
No sábado, dia 1º de outubro, às 14h, a Casa M abre as portas para ser o ponto de partida de um circuito de espaços independentes de arte no Centro da cidade. Os espaços Estudio Hybrido, Jabutipê, Museu do Trabalho,atelier da artista Ana Aita, IAB – Instituto dos Arquitetos do Brasil, Camerata de Música, Alumiar, Arteloja CCMQ e Comunidade Utopia e Luta passam a abrir aos sábados, das 14h às 18h. No começo da tarde, na Casa M, o público encontra todas as informações disponíveis sobre esses locais em um mapa. Ao entardecer na Casa M, acontece show do projeto Polk Electrorustico (Dany López, Tato Bolognini e Alejandra GonzalezSoca).
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. O artista do mês é Rommulo Conceição, que cria ambientes deformados, lugaresdesconcertantes, ainda que impecavelmente bem acabados e muitas vezes funcionais. À primeira vista inquestionáveis, nossas ideias e percepções sobre espaços cotidianos são colocadas em xeque pelas criações do artista, sejam elas fotografias, desenhos, objetos ou instalações. Ao aproximar realidades tão distintas quanto uma cozinha e um banheiro ou um cinema e um supermercado, Rommulo embaralha construções identitárias aparentemente fixas. Saiba mais sobre o artista em http://rommulo.com. Para a Vitrine da Casa M, Rommulo criou uma peça – meio objeto, meio lugar – que condensa fragmentos da arquitetura da casa. A próxima artista a ocupar o espaço é Glaucis de Moraes, com aberturaprogramada para o dia 29 de outubro.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M, destinado a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. Nessa semana, o tema abordado é: Arte e Guerra e Desenho e política: da linha aomapa. O objetivo é discutir conceitos e temáticas da 8ª Bienal e proporcionar a discussão de temas como interdisciplinaridade guiada pela arte, arte como possibilidade pedagógica, imagens do cotidiano, performance como manifestação política, museu e produção de identidades, e literatura e artes visuais no contexto contemporâneo, entre outros. São 25vagas em cada turma e as inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem serencontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.

Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta de entrada é obra deVitor Cesar.

Programação da semana – de 26 de setembro a 01 deoutubro
Vitrine – Rommulo Conceição
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César
Especial – Programa de Residência de Curadores – Mauricio Marcin

26 de setembro – segunda
14h às 17h – Oficina – 10 dias e 200 anos | MauricioMarcin
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos

27 de setembro – terça
09h30 às 12h30 – Formação de Professores – Desenho e política: da linha ao mapa | EstevãoHaeser
17h30 às 20h – Oficina – Oficina dos Vizinhos | ClaudiaSperb
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos
19h – Conversa – Mauricio Marcin

28 de setembro – quarta
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos

29 de setembro – quinta
12h30 às 14h30 – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos
19h – Conversa – Planta Alta

30 de setembro – sexta
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Seleção Alexandre Santos

01 de outubro – sábado
09 às 12h – Formação de Professores  – Arte e guerra| André Rocha
14h – Especial – Circuito Centro
Final de tarde – Show – projeto Polk Electrorustico, com Dany López, Tato Bolognini e Alejandra Gonzalez Soca

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 19 a 24 de setembro

A programação da semana de 19 a 24 de setembro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para a conversa com integrantes do espaço artístico independente ceroinspiración, de Quito/Equador, oficina de teatro de papel, ministrada por Maíra Coelho e para a abertura da nova Vitrine, com obra do artista Rommulo Conceição.
Na segunda-feira, dia 19 de setembro, tem mostra de vídeos organizada pelo jornalista e curador britânico Tim Crowley, intitulada 38 reasons why we still need Superman. A mostra compila vídeos de arte produzidos em diversos países nos últimos 15anos, com a idéia de investigar como essas imagens operam e transformam nosso entendimento do mundo. A mostra segue até o dia 23 de setembro.
Na terça-feira, feriado de 20 de setembro, também é dia de mostra de vídeos. Às 19h, é exibido o documentário Havendo, de Victor Butkus. A produção tratade um registro “quase-documental” do VER 2011 – Encontro de Arte Viva, ocorrido em janeiro de 2011 em Terra Una, ecovila na Serra da Mantiqueira, no sudeste do Brasil. O encontro durou dez dias, reunindo 21 artistas.
Na quarta-feira, dia 21, duas atrações são destaques da semana. A primeira é a oficina Teatro de Papel: caixas e miniaturas, em que a diretora de arte Maíra Coelho, mesclando linguagens do teatro, teatro de bonecos e animação, a diretora de arte Maíra Coelho ensina a produzir o teatro de papel. Também chamado toytheatre, o teatro de papel consiste em produzir peças em caixas para pequenos espetáculos, com silhuetas de papel em miniaturas e personagens caracterizados. A oficina acontecedas 18h30 às 21h e, na sexta-feira, dia 23, uma nova turma é oferecida.
A outra atração de quarta-feira é a Conversa com os integrantes do ceroinspiración, um espaço artístico independente de Quito/Equador, que participa da 8ª Bienal do Mercosul dentro do projeto Continentes. Os curadores, artistas e acadêmicos María delCarmen Carrión, Fabiano Kueva e Ana Rodríguez, vão falar sobre o funcionamento do ceroinspiración, sobre a exibição e produção de projetos artísticos e também sobre a realização de residências de curta duração para investigação e criação artística. O projeto Continentes da 8ª Bienal do Mercosul incentiva a criação de redes de intercâmbio, conhecimento e colaboração entre instituições culturais independentes do RioGrande do Sul e de países da América Latina. Entre os dias 2 e 21 de setembro, o ceroinspiración realiza residência no Atelier Subterrânea, de Porto Alegre.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M. Novos cursos estão sendo oferecidos no mês de setembro, destinados a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. Nessa semana, os temas abordados são: Magazines, músicas, jornais & geografia, Poéticas do viajante: o olhar estrangeiro e Ativando Espaços. O objetivo é discutir conceitos e temáticas da 8ª Bienal e proporcionar a discussão de temas como interdisciplinaridade guiada pela arte, arte como possibilidade pedagógica, imagens do cotidiano, performance como manifestação política, museu e produção de identidades, e literatura e artes visuais no contexto contemporâneo, entre outros. São 25 vagas em cada turma e as inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados peloseducadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. O artista do mês é Rommulo Conceição, e a abertura da Vitrine acontece no sábado, às 11h. O artista cria ambientes deformados, lugares desconcertantes, ainda que impecavelmente bem acabados e muitas vezes funcionais. À primeira vista inquestionáveis, nossas ideias e percepções sobre espaços cotidianos são colocadas em xeque pelas criações do artista, sejam elas fotografias, desenhos, objetos ou instalações. Ao aproximar realidades tão distintas quanto uma cozinha e um banheiro ou um cinema e umsupermercado, Rommulo embaralha construções identitárias aparentemente fixas. Saiba mais sobre o artista em http://rommulo.com. Para a vitrine da Casa M, Rommulo criou uma peça – meio objeto, meio lugar – que condensa fragmentos da arquitetura da casa. A próximaartista a ocupar o espaço é Glaucis de Moraes, com abertura programada para o dia 29 de outubro.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 19 a 24 desetembro
Vitrine – Rommulo Conceição, a partir do dia 24, sábado
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

19 de setembro – segunda
18h30 às 20h30 – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley

20 de setembro – terça
19h – Mostra de vídeos – Havendo | Vitor Butkus

21 de setembro – quarta
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
18h30 às 21h – Oficina – Teatro de Papel: caixas e miniaturas, com MaíraCoelho
19h – Conversa – Com ceroinsíración, espaço artístico independente de Quito/Equador, participante do projeto Continentes da 8ª Bienal do Mercosul

22 de setembro – quinta
12h30 às 14h30 – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
18h30 às 21h – Formação de Professores – Magazines, músicas, jornais & geografia | André Rocha
19h – Especial – Mostra vídeos e conversa com autor – Havendo |conversa com Vitor Butkus

23 de setembro – sexta
15h às 17h – Formação de professores – Poéticas do viajante: o olhar estrangeiro | Estêvão Haeser
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
18h30 às 21h – Oficina – Teatro de Papel: caixas e miniaturas, com MaíraCoelho

24 de setembro – sábado
09 às 12h – Formação de Professores – Ativando espaços| DianaKolker
11h – Vitrine  – Abertura exposição de Rommulo Conceição

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – Programação de 12 a 17 de setembro

A programação da semana de 12 a 17 de setembro na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para o lançamentos das mostras de vídeos 38 reasons why we still need Superman e Havendo, oficina com Diego Mac, Combos sobre performance são os destaques da semana. Ociclo de cursos para Formação de Professores entra no mês de setembro com novos cursos e turmas.

Na segunda-feira, dia 12 de setembro, inicia-se nova mostra de vídeos, organizada pelo jornalista e curador britânico Tim Crowley, intitulado 38 reasons why we still need Superman. A mostra compila vídeo de arte produzido em diversos países nosúltimos 15 anos, com a idéia de investigar como essas imagens operam e transformam nosso entendimento do mundo. A mostra segue até 23 de setembro.

Na terça-feira, dia 13 de setembro, das 14h às 17h, o diretor, coreógrafo e bailarino Diego Mac ministra a primeira parte da oficina Os colecionadores de movimentos. Os encontros têm como objetivo compartilhar e colocar em prática o processo decriação de seu trabalho e também se repetem no dia 15 de setembro.  Às 17h30, ocorre mais uma edição da Oficina dos Vizinhos, ministrada por Claudia Sperb. A cada encontro são discutidas ações e realizações em conjunto, utilizando-se os espaços, conteúdos e materiais da 8ª Bienal do Mercosul.

Às 19h, iniciam as projeções do documentário Havendo, de Victor Butkus. A produção trata de um registro “quase-documental” do VER 2011 – Encontro de Arte Viva, ocorrido em janeiro de 2011 em TerraUna, ecovila na Serra da Mantiqueira, no sudeste do Brasil. O encontro durou dez dias, reunindo 21 artistas.

Também às 19h, a Casa M recebe o lançamento do livro Caderno de Bitácora, da artista Letícia Ramos. A obra é uma apresentação do projeto Bitácora, que culminará com uma viagem da artista ao Pólo Norte, dentro do programa de residência The articcicle. O livro expõe a pesquisa da artista que antecede a viagem, articulando diversosfragmentos de materiais como mapas, fotos antigas, desenhos e citações que compõem o imaginário sobre a região.

Na quarta-feira, três convidados de diferentes áreas compartilham com o público projetos em desenvolvimento e trocam idéias sobre suas práticas em mais uma edição dos Combos. No dia 14 de setembro, às 19h, o tema do evento é Corpo, sujeito e performance. A performance é uma prática artística atravessada por diferentes linguagens: música, teatro, dança, artes visuais. Conversam sobre o tema e apresentam projetos na área Luciana Paludo, bailarina, bacharel e licenciada em dança, Daniel Colin, ator e diretor de teatro, que desenvolve uma pesquisa centrada nos processos de criação do performer, e Edson Luiz de Souza, psicanalista, membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre, autor de Uma invenção da utopia (Lumme Editora, SP).

Encerrando a programação da semana, a Casa M abre as portas no sábado, dia 17, às 16h, para o Chá da Casa, um momento que agrega vizinhança, visitantes e artistas.

Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M. Novos cursos estão sendo oferecidos no mês de setembro, destinados a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. Entre os novos temas abordados estão A viagem comodestino; Magazines, músicas, jornais & geografia; Desenho e política: da linha ao mapa e Poéticas do viajante: o olhar estrangeiro. O objetivo é abordar conceitos e temáticas da 8ª Bienal e proporcionar a discussão de temas como interdisciplinaridade guiada pela arte,arte como possibilidade pedagógica, imagens do cotidiano, performance como manifestação política, museu e produção de identidades, e literatura e artes visuais no contexto contemporâneo, entre outros. São 25 vagas em cada turma e as inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, EstêvãoFontoura e Jorge Bucksdricker.

Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. A artista do mês de setembro é Helene Sacco. Helene criouum gabinete de estudos na vitrine da Casa M, onde ela pode ler, escrever e desenhar. Ao longo das três semanas de exposição, parte desse ambiente deve se desprender do sobrado para ocupar a Rua Fernando Machado. A artista se interessa pelo modo como as pessoashabitam um lugar e como os lugares habitam as pessoas, as memórias que carregam em seus móveis e objetos, e as situações de convívio que permitem criar. A Vitrine da artista segue até o dia 17 de setembro. O próximo artista a ocupar o espaço é Rommulo Conceição, com abertura programada para o dia 24 de setembro.

Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 12 a 17 desetembro

12 de setembro – segunda
18h30 às 20h30 – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley

13 de setembro – terça
09h às 12h – Formação de professores – Pulando muros | Diana Kolker
12h30 às 14h30 – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
14h às 17h – Oficina – Os colecionadores de movimentos | Diego Mac
17h30 às 20h – Oficina – Oficina dos Vizinhos | Claudia Sperb
19h – Mostra vídeos – Havendo | Vitor Butkus
19h – Especial – Lançamento do livro Caderno de Bitácora | Letícia Ramos

14 de setembro – quarta
18h30 às 20h30 – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
19h – Combos – performance | Luciana Paludo, Daniel Colin e EdsonLuiz de Souza

15 de setembro – quinta
12h30 às 14h30 – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
14h às 17h – Oficina – Os colecionadores de movimentos | Diego Mac
19h – Mostra vídeos – Havendo | Vitor Butkus

16 de setembro – sexta
15h às 17h – Formação de professores – Poéticas do viajante: o olhar estrangeiro | EstêvãoHaeser
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley

17 de setembro – sábado
16h às 18h – Mostra de vídeos – 38 reasons we still need Superman| Tim Crowley
16h – Chá da Casa
18h30 às 21h – Formação de professores – A viagem como destino | André Rocha e Jorge Bucksdricker

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação especial semana de abertura 8ª Bienal Mercosul

Na véspera da abertura das mostras da 8ª Bienal do Mercosul, a Casa M está oferecendo uma programação especial, repleta de atrações culturais e educativas gratuitas destinadas a diversos públicos. De segunda a quarta-feira (dias 5, 6 e 7 de setembro) a Casa M promove conversas com artistas emmontagem – oportunidades únicas de conhecer o trabalho de grandes artistas internacionais e nacionais que fazem parte da 8ª Bienal do Mercosul. Destaque também para a mostra de vídeos do CineEsquemaNovo e o lançamento de diversas publicações, com mesa redonda sobre a relação entre museus e bienais, que traz a participação de convidados especiais. Na segunda-feira, 05 de setembro, às 19h30, o programa Artistas em Montagem vai receber os artistas Raquel Garbelotti, Eduardo Abaroa, KhaledHafez, Uriel Orlow e Voluspa Jarpa. Na terça-feira, os coletivos Center for Land Use Interpretation, Irwin/NSK e Detanico & Lain, e os artistas Paulo Climachauska, Alberto Lastreto e Marcelo Moschetta também dividem com o público seus processos de criação e produção, a partir das 19h30.
No dia 07 de setembro, o público poderá conferir a programação de Feriado na Casa M. Ás 14h, acontece o lançamento da coleção Fórum Permanente de Livros, com uma mesa-redonda com Martin Grossman, Gilberto Mariotti e Afonso Luz, curadores do Fórum Permanente, José Roca, curador-geral da 8ª Bienal do Mercosul e Cauê Alves e Fernanda Albuquerque, curador-adjunto e curadora assistente, para discutir as relações entre Museus e Bienais.  As publicações que serão lançadas naocasião são: Modos de Representação da Bienal de São Paulo de Vinicius Spricigo, Relatos Críticos: Seminários da 27ª Bienal de São Paulo, organização de Ana Letícia Fialho & Graziela Kunsch e Museu Arte Hoje, organização de Martin Grossmann &Gilberto Mariotti. Às 17h, acontece o lançamento da edição número 5 da revista colombiana ERRATA. A publicação divulga e analisa atividades de formação, investigação, criação e difusão no âmbito das artes visuais, na Colômbia e em outras partes do mundo. A edição 5 é voltada aos temas pedagogia e educação. No mesmo dia, às 19h30, os artistas Donna Conlon & Jonathan Harker, Melanie Smith & Rafael Ortega, José Toirac, Irene Kopelman, Oswaldo Maciá e Maria Elvira Escallón participam das conversa com Artistas em Montagem. Às 21h, encerrando os eventos do feriado, Giancarlo Lorenci apresenta uma intervenção sonora intitulada Contaminação Hypnorder, uma mixagem de beats e samplers que resultam em inusitadas colagens.
Abrindo a programação do final de semana, o final da tarde de sábado vem com música na Casa M. Às 19h30, o coletivo Anarquia da Fantasia, com os artistas Bruno Villela, Gabriel Di Pierro e Pedro Palhares apresentam intervenções sonoras com o uso de laptops e instrumentos diversos. Através demanipulações, os artistas desconstroem músicas de outros compositores, trechos de entrevistas, filmes e materiais próprios para construir, com base em improvisações, cenários de acordo com um tema ou proposta específica.
No domingo, dia 11 de setembro, às 11h, o Coro de Queixas de Teutônia, organizado pelo artista Oliver Kochta-Kalleinen se apresenta na escadaria da Rua João Manoel, em frente à Casa M. O inusitado coral apresenta uma música composta a partir das reclamações dos habitantes de Teutônia earredores, no interior do Rio Grande do Sul. A performance faz parte do projeto cadernos de Viagem, uma das mostras da 8ª Bienal do Mercosul.
A Casa M também apresenta uma seleção especial de filmes do CineEsquemaNovo – Festival de Cinema de Porto Alegre, que exibe e discute a diversidade e a fusão de gêneros e formatos da produção audiovisual brasileira contemporânea. Foram selecionados 20 curtas metragens, com o total de duashoras de duração. A mostra foi pensada especialmente para a Casa M, com filmes curtos e de narrativa diluída em imagens que possibilitam ao espectador uma fruição solta, mais focada em questões imagéticas e plásticas do que em histórias. A ligação direta com as artes visuais surge na seleção, com a participação de filmes de Felipe Barros e Wagner Morales. Filmes de realizadores como Renato Heuser, Cristiano Lenhardt, Pablo Lobato, Leonardo Sette e Alexandre Kumpinski, estão presentes na mostra.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. A artista do mês de setembro é Helene Sacco. Helene criouum gabinete de estudos na vitrine da Casa M, onde ela pode ler, escrever e desenhar. Ao longo das três semanas de exposição, parte desse ambiente deve se desprender do sobrado para ocupar a Rua Fernando Machado. A artista se interessa pelo modo como as pessoashabitam um lugar e como os lugares habitam as pessoas, as memórias que carregam em seus móveis e objetos, e as situações de convívio que permitem criar. A Vitrine da artista segue até o dia 17 de setembro. O próximo artista a ocupar o espaço é Rommulo Conceição, com abertura programada para o dia 24 de setembro.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta deentrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 05 a 11 de setembro
Vitrine – Helene Sacco – até 17 de setembro
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

05 de setembro – segunda
18h30 às 20h30 – Mostra de filmes – Seleção CineEsquemaNovo
19h30 – Conversa – Artistas em Montagem com Raquel Garbelotti, Eduardo Abaroa, Khaled Hafez, Uriel Orlow e Voluspa Jarpa

06 de setembro – terça
12h30 às 14h30 – Mostra de filmes – Seleção CineEsquemaNovo
19h30 – Conversa – Artistas em Montagem com Center for Land Use Interpretation, Irwin/NSK, Detanico & Lain, Paulo Climachauska, Alberto Lastreto e Marcelo Moschetta

07 de setembro – quarta
14h – Feriado na Casa M – Lançamento da coleção de livros do Fórum Permanente | Conversa com Martin Grossman e José Roca
17h – Feriado na Casa M – Lançamento da revista ERRATA# 5
18h30 às 20h30 – Mostra de filmes – Seleção CineEsquemaNovo
19h30 – Conversa – Artistas em Montagem com Donna Conlon & Jonathan Harker, Melanie Smith & Rafael Ortega, José Toirac, Irene Kopelman, Oswaldo Maciá e Maria Elvira Escallón
21h – Feriado na Casa M – Performance Giancarlo Lorenci

08 de setembro – quinta
12h30 às 14h30 – Mostra de filmes – Seleção CineEsquemaNovo –

09 de setembro – sexta
18h30 às 20h30 – Mostra de filmes – Seleção CineEsquemaNovo

10 de setembro – sábado
16h às 18h – Mostra de filmes – Seleção CineEsquemaNovo
19h – Show – Anarquia da Fantasia

11 de setembro – domingo
11h – Performance – Coro de Queixas de Teutônia

Casa M
Horários de funcionamento: Segundas, quartas e sextas, das 12h às 20h | Terças, quintas e sábados, das 09h às 20h | Domingos e feriados, das 14h às 20h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
http://www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – Programação de 22 a 27 de Agosto / 8ª Bienal do Mercosul

A programação da semana de 22 a 27 de agosto na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para as oficinas Acessibilidade em ambientes culturais com Jennifer Cuty e Eduardo Cardoso e Corpo-câmera: o performer e sua imagens, ministrado por Carla Borba. A programação da semana também oferece mais uma edição do projeto Combos e a abertura da Vitrine com obra de Helene Sacco.

Na segunda-feira, dia 22 de agosto, das 14h às 17h30, ocorre a oficina Acessibilidade em ambientes culturais, ministrada por Jennifer Cuty e Eduardo Cardoso. O workshop é resultado de uma pesquisa desenvolvida pela UFRGS. Jeniffer Cuty é professora do Departamento de Ciência da Informação, Arquiteta e Urbanista, mestre e doutoranda em Planejamento Urbano pela UFRGS e Eduardo Cardoso é Arquiteto e Urbanista e mestre em Design e professor da UFRGS do Departamento de Design e Expressão Gráfica. São 25 vagas disponíveis para interessados de todas as áreas, em especial profissionais das áreas de produção cultural e arquitetura. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelos emails oficinascasam@bienalmercosul.art.br. A oficina faz parte do Projeto Poliedro – Experiências em rede, uma iniciativa do Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Bienal do Mercosul. O projeto é organizado pela historiadora Fernanda Ott e tem como objetivo oferecer ao público interessado oficinas temáticas para pensar as múltiplas possibilidades da cultura na sociedade contemporânea.

Na terça-feira, 23 de agosto, das 14h30 às 17h30, Carla Borba ministra a oficina Corpo-câmera: o performer e sua imagem. Carla é mestranda em artes visuais pelo Instituto de Artes da UFRGS. Na oficina, a artista analisa a performance através do conceito corpo-câmera, por meio de experiências práticas que envolvem a produção de auto-imagens em estado performático. Serão abordados os assuntos performance, fotografia, melancolia e as produções de artistas como Gina Pane,  Valie Export, Günter Brus, entre outros. A oficina conta com dois encontros, no dia 23 e no dia 25 de agosto. São 15 vagas disponíveis para interessados em estudantes, artistas e profissionais da área audiovisual. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelos emails oficinascasam@bienalmercosul.art.br.

Quarta-feira, dia 24 de agosto, é dia de projeto Combos na Casa M, às 19h. Viagem e deslocamento é o tema que reúne o Teatro Geográfico, o geógrafo e fotógrafo Leandro Artur Anton e a artista e performer Carla Borba. O Teatro Geográfico é um grupo teatral dirigido por Tatiana Vinhais. A companhia denomina teatro geográfico a pesquisa de apropriação de espaços cênicos considerados não tradicionais, assim como, a dramaturgia histórica do espaço (casa, prédio, galeria, etc.), suas limitações e todo o material que surge através da invasão física do espaço como um todo. A proposta inicial é apropriar-se, e dessa apropriação resignificar os espaços, transformando-os em territórios. Leandro Artur Anton coordena o Centro Cultural Comunitário Quilombo do Sopapo, e Carla Borba é mestranda em poéticas visuais pelo PPGAV da UFRGS, que explora em seus trabalhos as relações do corpo, da imagem e das expedições e viagens realizadas desde 2001.

Sábado, 27 de agosto, é dia de abertura de exposição na Casa M. A gaúcha Helene Sacco vai produzir uma obra especial para a Vitrine da Casa M. A exposição abre às 11h. O modo como as pessoas habitam um lugar e como os lugares habitam as pessoas, as memórias que carregam em seus móveis e objetos, e as situações de convívio que permitem criar são alguns dos temas que interessam à artista. Seu projeto Casa Movente (2007-2010), retratado em uma série de fotografias, consiste em uma espécie de objeto-lugar, uma habitação de pouco mais de 3 m², com quarto, cozinha, sala e banheiro. A Casa Movente já passou por cidades como Pelotas e Criciúma. Para a Vitrine da Casa M, a ideia desenvolver um projeto semelhante, fazendo do pequeno espaço experimental de exposição, com pouco mais de 1 m², um gabinete de estudos onde a artista possa ler, escrever e desenhar. Ao longo das três semanas de exposição, parte desse ambiente deve se desprender do sobrado para ocupar a Rua Fernando Machado. O próximo artista a ocupar o espaço é Rommulo Conceição, com abertura programada para o dia 17 de setembro, 11h.

Esta é a última semana para conferir a Mostra de Vídeos com curadoria do artista mexicano Luis Orozco, que vai até o dia 26 de agosto. Intitulada My body is a weapon, a seleção oferece um panorama sobre o tema do corpo como signo, na visão de diferentes criadores latino americanos: a relação do próprio corpo do artista como ferramenta política; o corpo no público e no íntimo, ou sob a forma de reflexões sobre o cotidiano. Serão apresentados 21 vídeos criados por 14 artistas de diversos países como Brasil, Cuba e Colômbia. A duração da seleção é de 83 minutos e conta com produções de Graciela Taquini, Gabriel Baggio, Cintia Clara Romero, Amilcar Packer, Tiago Rivaldo, Juan Pablo Echeverri, Simón Hernández e Cristian Jara, Javier Castro, Luis Gárciga, Luis o Miguel, Sandra Monterroso, Juan Fernando Poyón, Pablo Casacuevas e Katia Tirado e Renato Ornelas.

Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M. Os cursos são destinados a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. O objetivo é abordar conceitos e temáticas da 8ª Bienal e proporcionar a discussão de temas como interdisciplinaridade guiada pela arte, arte como possibilidade pedagógica, imagens do cotidiano, performance como manifestação política, museu e produção de identidades, e literatura e artes visuais no contexto contemporâneo, entre outros. São 25 vagas em cada turma e as inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.

Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta de entrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 22 a 27 de agosto
Vitrine – Helene Sacco – a partir do dia 27 de agosto
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

22 de agosto – segunda
14h30 às 17h30 – Oficina – Projeto Poliedro | Acessibilidade em Ambientes Culturais | Jennifer Cuty e Eduardo Cardoso
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – My Body is a Weapon | Luis A. Orozco

23 de agosto – terça
09h às 12h – Formação de Professores – Imagens e Discursos: o indígena através da Arte e da História | Diana Kolker
12h30 às 14h – Mostra de vídeos – My Body is a Weapon | Luis A. Orozco
14h30 às 17h30 – Oficina – Corpo – câmera: O performer e sua imagem | Carla Borba

24 de agosto – quarta
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – My Body is a Weapon | Luis A. Orozco
19h – Combos – Viagem | Teatro Geográfico, Leandro Artur Anton e Carla Borba

25 de agosto – quinta
12h30 às 14h – Mostra de Vídeos – My Body is a Weapon | Luis A. Orozco
14h30 às 17h30 – Oficina – Corpo – câmera: O performer e sua imagem | Carla Borba
18h30 às 21h – Formação de Professores – Arte e resistência: além da pura visualidade | Diana Kolker

26 de agosto – sexta
18h30 às 21h – Formação de Professores – Representações de mundo: imagem e significação | Estêvão da Fontoura e André Rocha – VAGAS ESGOTADAS
18h30 às 20h – Mostra de Vídeos – My Body is a Weapon | Luis A. Orozco

27 de agosto – sábado
09h às 12h – Formação de Professores – Desconstruindo a nação | André Rocha
11h – Vitrine – Atração/Artista/Detalhes

Casa M
De segunda a sexta-feira, das 12h às 20h | Sábado, das 10h às 18h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – programação de 15 a 20 de agosto

A programação da semana de 15 a 20 de agosto na Casa M está repleta de atividades culturais e educativas gratuitas, destinadas a diversos públicos. Destaque para as conversas com artistas da 8ª Bienal do Mercosul – que começam a chegar na Capital para a montagem de suas obras, a oficina de musicalização com Yanto Laitano e performance do projeto Duetos, que nessa edição conta com Diego Mac e Marcelo Noah.
Na segunda-feira, 08 de agosto, às 19h, a Casa M recebe o público para um bate-papo com artistas em montagem. Serão três encontros durante o mês. A cada encontro, três artistas que participam da 8ª Bienal do Mercosul que estejam na cidade montando as suas obras, falam sobre seus projetos e métodos de trabalho. Nesta semana, Helene Sacco e Marina Camargo participam do evento.
A gaúcha Helene Sacco vai produzir uma obra especial para a Vitrine da Casa M. Sua exposição abre no dia 27 de agosto. Na conversa, Helene vai contar seu processo de trabalho e falar da produção dessa obra. O modo como as pessoas habitam um lugar e como os lugares habitam as pessoas, as memórias que carregam em seus móveis e objetos, e as situações de convívio que permitem criar são alguns dos temas que interessam à artista. Seu projeto Casa Movente (2007-2010), retratado em uma série de fotografias, consiste em uma espécie de objeto-lugar, uma habitação de pouco mais de 3 m², com quarto, cozinha, sala e banheiro. A Casa Movente já passou por cidades como Pelotas e Criciúma. Para a Vitrine da Casa M, a ideia é fazer do pequeno espaço experimental de exposição, com pouco mais de 1 m², um gabinete de estudos onde a artista possa ler, escrever e desenhar. Ao longo das três semanas de exposição, parte desse ambiente deve se desprender do sobrado para ocupar a Rua Fernando Machado.
Um dos expoentes da mais jovem geração de artistas gaúchos, Marina Camargo trabalha com signos, letras, palavras, o universo visível e, em particular, o meio urbano. O fascínio pela cartografia, a utilização de fotografias para compor enigmas visuais, entre outras coisas, fazem parte de seu interesse. Na 8ª Bienal do Mercosul, a artista participa da exposição Além Fronteiras, que será exibida no MARGS e vai mostrar o olhar de nove artistas contemporâneos sobre a paisagem do Rio Grande do Sul. Para desenvolver a série de trabalhos para a Mostra, Marina viajou para a fronteira entre Brasil e Uruguai, buscando “a identidade cultural e geográfica de uma região” e “uma diluição de fronteiras, que não são nem perceptíveis nem pertinentes”.
No mesmo dia, das 14h às 17h30, acontece a oficina Crowdfunding e arte, uma Catarse sustentável. Daniel Weinman, criador do Catarse – primeira plataforma de financiamento colaborativo do Brasil -, fala sobre histórias de projetos artísticos bem sucedidos no site. São 20 vagas disponíveis para interessados em arte e cultura, artistas e produtores culturais. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelos emails oficinascasam@bienalmercosul.art.br. A oficina faz parte do Projeto Poliedro – Experiências em rede, uma iniciativa do Núcleo de Documentação e Pesquisa da Fundação Bienal do Mercosul. O projeto é organizado pela historiadora Fernanda Ott e tem como objetivo oferecer ao público interessado oficinas temáticas para pensar as múltiplas possibilidades da cultura na sociedade contemporânea.
Na terça-feira, dia 16 de agosto, das 17h30 às 20h, a artista plástica e professora Cláudia Sperb ministra a Oficina dos Vizinhos, onde a cada encontro são discutidas ações e realizações em conjunto, utilizando-se os espaços, conteúdos e materiais da 8ª Bienal do Mercosul. Inscrições pelo email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Na quinta-feira, dia 18 de agosto, das 14h às 18h, o compositor, pianista e cantor Yanto Laitano ministra a Oficina de Musicalização, um workshop que aborda os parâmetros do som (altura, intensidade, duração e timbre) e conceitos musicais como paisagem sonora através de atividades de percepção, jogos musicais e improvisação coletiva. O músico vai trabalhar a experimentação dos recursos musicais do corpo, como os sons vocais e a percussão corporal. Não é necessário ter conhecimento musical para participar da oficina. São 20 vagas disponíveis e as inscrições devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.
Sexta-feira é dia de apresentação dos Duetos – projeto que reúne doze artistas e coletivos de diferentes linguagens, como música, literatura, teatro, vídeo, dança, cinema e artes visuais, que utilizam a Casa M como espaço de trabalho e investigação e desenvolvem propostas em colaboração. No dia 19, às 19h, apresentam-se Diego Mac e Marcelo Noah. Mac é diretor, coreógrafo e bailarino do Grupo Gaia – Dança Contemporânea, e diretor de visualidades e sonoridades da Muovere Cia. de Dança. Marcelo Noah é poeta e radialista – formado em Letras na UFRGS, possui um Prêmio Açorianos pela sua atuação no rádio e um Mestrado em Escrita Criativa pela PUCRS.
No dia 20 de agosto, sábado, ocorre mais uma edição do Chá da Casa, às 16h. Na ocasião, a Casa M recebe as Mulheres em Cena 2011 – mulheres que vivem na capital gaúcha, destaques em suas áreas de atuação, e que promovem a divulgação do Festival de teatro Porto Alegre Em Cena.
A Mostra de Vídeos da semana conta com a curadoria do artista mexicano Luis Orozco. Intitulada My body is a weapon, a seleção oferece um panorama sobre o tema do corpo como signo, na visão de diferentes criadores latino americanos: a relação do próprio corpo do artista como ferramenta política; o corpo no público e no íntimo, ou sob a forma de reflexões sobre o cotidiano. Serão apresentados 21 vídeos criados por 14 artistas de diversos países como Brasil, Cuba e Colômbia. A duração da seleção é de 83 minutos e conta com produções de Graciela Taquini, Gabriel Baggio, Cintia Clara Romero, Amilcar Packer, Tiago Rivaldo, Juan Pablo Echeverri, Simón Hernández e Cristian Jara, Javier Castro, Luis Gárciga, Luis o Miguel, Sandra Monterroso, Juan Fernando Poyón, Pablo Casacuevas e Katia Tirado e Renato Ornelas. A mostra segue até 26 de agosto.
Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M. Os cursos são destinados a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. O objetivo é abordar conceitos e temáticas da 8ª Bienal e proporcionar a discussão de temas como interdisciplinaridade guiada pela arte, arte como possibilidade pedagógica, imagens do cotidiano, performance como manifestação política, museu e produção de identidades, e literatura e artes visuais no contexto contemporâneo, entre outros. São 25 vagas em cada turma e as inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.
Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista gaúcho, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. A artista do mês de agosto é Viviane Pasqual. Viviane expõe suas placas multicoloridas e bem-humoradas: frango, barbearia, bar de sinuca e PHD em aracnídeos são alguns dos produtos e serviços anunciados nas placas. A exposição vai até o dia 20 de agosto. A próxima artista a ocupar a vitrine é Helene Sacco, no dia 27 de agosto.
Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta de entrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana – de 15 a 20 de agosto
Vitrine – Viviane Pasqual – até o dia 20 de agosto
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

15 de agosto – segunda
14h30 às 17h30 – Oficina – Projeto Poliedro |Crowdfunding e arte, uma Catarse sustentável | Daniel Weinman
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – My Body is a Weapon | seleção de Luis A. Orozco
19h – Conversa – Artistas em Montagem, com Helene Sacco e Marina Camargo

16 de agosto – terça
09h às 12h – Formação de Professores – A palavra pensada: literatura e artes visuais no contexto contemporâneo | Jorge Bucksdricker
12h30 às 14h – Mostra de vídeos – My Body is a Weapon | seleção de Luis A. Orozco
17h30 às 20h  – Oficina – Oficina dos Vizinhos | Claudia Sperb

17 de agosto – quarta
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – My Body is a Weapon | seleção de Luis A. Orozco

18 de agosto – quinta
09h às 12h – Formação de Professores – O corpo na arte: a performance como manifestação política | Estêvão Haeser
12h30 às 14h – Mostra de Vídeos – My Body is a Weapon | Luis A. Orozco
14h às 18h – Oficina – Oficina de Musicalização | Yanto Laitano

19 de agosto – sexta
18h30 às 21h – Formação de Professores – Representações de mundo: imagem e significação | Estêvão da Fontoura e André Rocha – VAGAS ESGOTADAS
18h30 às 20h – Mostra de Vídeos – My Body is a Weapon | seleção de Luis A. Orozco
19h – Duetos – Diego Mac e Marcelo Noah

20 de agosto – sábado
09h às 12h – Formação de Professores – A arte e a produção do conhecimento | Jorge Bucksdricker
15h30 – Chá da Casa – Mulheres em Cena
16h às 18h – Mostra de Vídeos – My Body is a Weapon | seleção de Luis A. Orozco

Casa M
De segunda a sexta-feira, das 12h às 20h | Sábado, das 10h às 18h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

Casa M – Programação de 08 a 13 de agosto

Na semana de 08 a 13 de agosto, a Casa M vai oferecer ao público diversas atividades gratuitas como oficinas, cursos para professores, debates e palestras. Destaque para as conversas com artistas da 8ª Bienal do Mercosul – que começam a chegar na Capital para a montagem de suas obras, a oficina da bailarina Tatiana da Rosa sobre práticas corporais e performance e a edição do projeto Combos sobre a cidade e o urbano.

Na segunda-feira, 08 de agosto, às 19h, a Casa M recebe o público para um bate-papo com artistas em montagem. Serão três encontros durante o mês. A cada encontro, três artistas que participam da 8ª Bienal do Mercosul que estejam na cidade montando as suas obras, falam sobre suas obras para a mostra e seus projetos e métodos de trabalho. Nesta semana, Elida Tessler e Rommulo Conceição participam do evento.

Elida Tessler é artista da mostra Cidade Não Vista, em que nove artistas foram convidados para realizar obras especiais para nove locais do centro de Porto Alegre. Elida fará uma intervenção na Garagem dos Livros, um espaço literário e sebo, localizado próxima à Usina do Gasômetro. Em sua obra ‘Ist Orbita’, Elida aborda o trânsito dos livros e as curiosas hierarquias de catalogação do acervo do local, além de promover um entrecruzamento entre o acervo da Garagem dos Livros e um texto inédito do escritor Donaldo Schüller, intitulado IST ORBITA. Para tanto, a artista criou uma enciclopédia de 138 volumes para a obra do escritor, além de placas de identificação para as estantes de livros e uma intervenção sonora. A temporalidade e a palavra estão no interior da prática da porto-alegrense Elida Tessler. Na última década, deu ênfase ao uso da palavra e suas relações com seus diversos sentidos. A artista participou da 2ª Bienal do Mercosul, no vetor Instalação. http://elidatessler.com/

O artista baiano Rommulo Conceição vai participar da Bienal realizando um projeto especial para a Vitrine da Casa M, no final de setembro. Desde suas primeiras experiências, Rommulo vem trabalhando a configuração de espaços através da arquitetura. Com suas intervenções, o artista coloca em xeque ideias e percepções sobre espaços cotidianos que, à primeira vista, seriam inquestionáveis. Cria ambientes deformados, lugares desconcertantes, ainda que impecavelmente bem acabados e muitas vezes funcionais. http://rommulo.com/

De segunda a quinta-feira, das 14h30 às 17h30, a bailarina, coreógrafa e professora de dança Tatiana da Rosa ministra a oficina Um pensamento de dança na gênese da performance, que abordará práticas corporais e aspectos históricos da chamada dança pós-moderna norte-americana, procurando elucidar como essa tradição de dança informa uma noção corrente de performance. São 20 vagas disponíveis e não é necessário experiência em dança. Os participantes devem usar roupas quentes e confortáveis e levar tapetes ou cobertas individuais para o chão. As inscrições devem ser feitas através do email oficinascasam@bienalmercosul.art.br.

Na quarta-feira, dia 10, às 19h, ocorre mais uma edição do projeto Combos, onde três convidados de diferentes áreas compartilham com o público projetos em desenvolvimento e trocam ideias sobre suas práticas. O tema desta semana é o urbano. O jornalista, curador e galerista Lucas Ribeiro “Pexão”, o mestre em planejamento urbano e regional pelo PROPUR e arquiteto da Equipe do Projeto Monumenta Luiz Merino F. Xavier e o professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional da UFRGS Antônio Tarcísio da Luz Reis, conversam sobre a cidade e suas características.

Além dessas atividades, o ciclo de cursos de formação de professores da 8ª Bienal do Mercosul segue acontecendo na Casa M. Os cursos são destinados a professores de qualquer área, interessados e participantes do curso de mediadores da 8ª Bienal. O objetivo é abordar conceitos e temáticas da 8ª Bienal e proporcionar a discussão de temas como interdisciplinaridade guiada pela arte, arte como possibilidade pedagógica, imagens do cotidiano, performance como manifestação política, museu e produção de identidades, e literatura e artes visuais no contexto contemporâneo, entre outros. São 25 vagas em cada turma e as inscrições são gratuitas, através do email professor@bienalmercosul.art.br e também pelos telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519. A programação completa dos cursos e suas ementas podem ser encontradas no site http://www.bienalmercosul.art.br/casam. Os cursos são ministrados pelos educadores André Rocha, Diana Kolker, Estêvão Fontoura e Jorge Bucksdricker.

Entre as atrações permanentes que podem ser visitadas na Casa M, está a Vitrine, um espaço experimental que abriga, a cada mês, uma pequena exposição de um jovem artista gaúcho, com uma obra criada especialmente para o contexto da casa. A artista do mês de agosto é Viviane Pasqual. Viviane expõe suas placas multicoloridas e bem-humoradas: frango, barbearia, bar de sinuca e PHD em aracnídeos são alguns dos produtos e serviços anunciados nas placas. A exposição vai até o dia 20 de agosto.

A Mostra de Vídeos traz uma seleção de filmes independentes de cineastas de Porto Alegre, sob curadoria de Eduardo Wannmacher, mestre em Comunicação Social e professor de cinema da PUCRS. Wannmacher realiza conteúdos para cinema e televisão desde os anos 1990. Em 2010 inaugurou um coletivo de cinema entre empresas audiovisuais de Porto Alegre que gerou o lançamento de quatro curtas-metragens independentes em junho de 2011. A seleção do cineasta surgiu de obras produzidas a partir de 2006, quando a realização independente em Porto Alegre passou a ocorrer de maneira mais profissional e sistemática. A unidade da mostra está na liberdade estética e temática das produções, criadas por parceiros, amigos, produtoras e estudantes de cinema da cidade. A seleção de Wannmacher segue até 26 de agosto.

Também vale a pena conferir as três obras especiais que estão permanentemente em exposição: na Sala de Leitura encontra-se uma peça de mobiliário multiuso criada por Daniel Acosta, uma instalação de Fernando Limberger está exposta no pátio e a campainha da porta de entrada é obra de Vitor Cesar.

Programação da semana  de 08 a 13 de agosto
Vitrine – Viviane Pasqual – até o dia 20 de agosto
Instalações permanentes – obras de Daniel Acosta, Fernando Limberger e Vítor César

08 de agosto – segunda
14h30 às 17h30 – Oficina – Um pensamento de dança na gênese da performance | Tatiana da Rosa
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Filmes independentes – Seleção de Eduardo Wannmacher
19h – Conversa – Artistas em Montagem, com Elida Tessler e Rommulo Conceição

09 de agosto – terça
09h às 12h – Formação de Professores – A palavra pensada: literatura e artes visuais no contexto contemporâneo | Jorge Bucksdricker
12h30 às 14h – Mostra de vídeos – Filmes independentes – Seleção de Eduardo Wannmacher
14h30 às 17h30 – Oficina – Um pensamento de dança na gênese da performance | Tatiana da Rosa

10 de agosto – quarta
14h30 às 17h30 – Oficina – Um pensamento de dança na gênese da performance | Tatiana da Rosa
18h30 às 20h – Mostra de vídeos – Filmes independentes – Seleção de Eduardo Wannmacher
19h – Combos – Urbano | Lucas Ribeiro ‘Pexão’, Luiz Merino F. Xavier e Antônio Tarcísio da Luz Reis

11 de agosto – quinta
09h às 12h – Formação de Professores – Desconstruindo a nação | André Rocha
12h30 às 14h – Mostra de Vídeos – Filmes independentes – Seleção de Eduardo Wannmacher
14h30 às 17h30 – Oficina – Um pensamento de dança na gênese da performance | Tatiana da Rosa

12 de agosto – sexta
14h às 17h – Formação de Professores – Ativando espaços | Diana Kolker e Estêvão Haeser * VAGAS ESGOTADAS
18h30 às 20h – Mostra de Vídeos – Filmes independentes – Seleção de Eduardo Wannmacher

13 de agosto – sábado
09h às 12h – Formação de Professores – Arte e resistência: além da pura visualidade | Diana Kolker
16h às 18h – Mostra de Vídeos – Filmes independentes – Seleção de Eduardo Wannmacher

Casa M
De segunda a sexta-feira, das 12h às 20h | Sábado, das 10h às 18h
Rua Cel. Fernando Machado, 513 – Centro (em frente à escadaria da Rua João Manoel)
CEP 90010-321 – Porto Alegre – RS
Todas as atividades são gratuitas
Para oficinas, inscrições pelo email: oficinascasam@bienalmercosul.art.br
Informações: telefone 51 3519 7109 – casam@bienalmercosul.art.br
Para cursos de formação de professores: telefones (51) 3254 7517 e 3254 7519 – professor@bienalmercosul.art.br
www.bienalmercosul.art.br/casam

%d blogueiros gostam disto: