65º Salão Paranaense / MAC – PR

988838_711249675610005_718788360167244449_n

64º Salão Paranaense

Possiveis Conexões II – MAC/PR

A exposição “Possíveis Conexões” e o MAC/PR convidam a todos para uma conversa sobre “Documentação na arte contemporânea” com Hélio Fervenza, artista e professor de graduação e pós graduação em Artes Visuais no Instituto de Artes da UFRGS. Na ocasião será lançado o livro “Dispositivos de registro na arte contemporânea”, organizado por Luiz Cláudio da Costa e que contém o texto “Registros sobre deslocamentos nos ‘registros’ da arte” de Hélio Fervenza.

20 de outubro de 2010 (quarta feira), 19h

Museu de Arte Contemporânea do Paraná
Rua Desempbargador Westphalen, 16
Telefone: 3323-5328
Para mais informações sobre o artista: http://www.heliofervenza.net/index.htm

Possíveis Conexões II – MAC-PR

Instituições de ensino de arte de Curitiba realizam exposição no MAC-PR

Com o objetivo de aproximar as Instituições de Ensino de Arte em Curitiba, professores, alunos e o Museu, o MAC-PR, Museu de Arte Contemporânea do Paraná, organiza a segunda edição do  Possíveis Conexões, exposição que conta com a participação dos alunos da Escola de Música e Belas Artes (EMBAP), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tuiuti (UTP) e Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Cada instituição teve seu próprio processo de seleção de trabalhos para a exposição, tendo seus próprios critérios de escolha e de quantidade de propostas selecionadas.

A EMBAP participará da coletiva com nove propostas de alunos da graduação e pós-graduação, selecionados pelos professores Deborah Bruel e Fabricio Vaz Nunes – também responsáveis pela curadoria – e pelo professor Pedro Gória. Os trabalhos que serão expostos foram selecionados a partir de um edital realizado pela EMBAP, e a seleção priorizou aqueles que “demonstram maior maturidade poética, fruto de uma pesquisa plástica consistente” defende Deborah Bruel. A curadora comenta que “com relação às linguagens, pode-se dizer que há de alguma maneira uma certa abrangência: com trabalhos em vídeo, pintura, fotografia, objetos e instalações. O que daria para dizer é que embora os cursos da Belas ainda dividam as linguagens em categorias, percebe-se nestes trabalhos uma certa hibridação tão característica na arte contemporânea”.

No curso de Artes Visuais da UFPR o processo de seleção também se deu por meio de edital aberto a todos os alunos, que constava de um memorial do projeto e imagens ou projeto de obra a ser realizada. A comissão de seleção foi formada pelo professor Paulo Reis, que representará a instituição como curador na exposição, e as professoras Consuelo Schlichta e Debora Santiago. Foram selecionados um conjunto de pesquisas com diversas discussões artísticas – performance, pintura expandida, desenho, fotografia e intervenção no espaço. “Após a seleção, nos comprometemos a conversar com todos os alunos que não foram selecionados para que eles soubessem as razões de sua não-aprovação e o processo todo tivesse uma efetividade maior como ensino e não apenas um certame tradicional de arte”, comenta Paulo.

A FAP também abriu edital convidando alunos e egressos do curso de Licenciatura em Artes Visuais a inscreverem projetos. Os professores André Rigatti, Artur Freitas, Flávio Marinho e Mauren Teuber realizaram a seleção. Entre mais de 40 inscrições, foram selecionados 27 projetos com trabalhos em pintura, gravura, instalação, intervenção, vídeo, objeto e fotografia. A seleção e escolha dos projetos priorizou pelo desenvolvimento e comprometimento das pesquisas, demonstrando maior atenção à questões contemporâneas de um processo poético.  A curadoria foi realizada por André Rigatti e Flávio Marinho.

O processo de seleção da UTP foi realizado através de edital mediante apresentação de portfólio com memorial descritivo e fotos e também por convite. Depois de selecionadas as obras do edital, foram dirigidos convites específicos, de acordo com a indicação dos professores, aos alunos que já se destacam no meio profissional ou que tenham apresentado uma produção significativa no transcorrer das disciplinas práticas. “Procuramos manter as idéias sugeridas por Alfi Vivern, diretor do MAC, de promover o diálogo entre as instituições de ensino superior de Artes Visuais e também de proporcionar a transformação da hierarquia estabelecida entre alunos e professores, abrindo possibilidades de arejamento entre profissionais com maior ou menor experiência”, comenta a professora Cristina Mendes representante da UTP na curadoria da exposição.

A mostra coletiva traz a oportunidade aos alunos de exporem num espaço importante das artes plásticas em Curitiba, de terem contato com sua estrutura de funcionamento e com o processo de montagem de exposições. Além de aproximar as quatro instituições que possuem cursos de artes visuais na cidade, possibilitando a troca de experiências entre os professores e os alunos selecionados para participar do projeto durante o processo curatorial.


Possíveis Conexões II

Abertura: 07/10/2010, às 18:30 h

Exposição: De 08/10/2010 a 13/03/2011. De terça a sexta-feira, das 10h às 19h. Sábados e domingos das 10h às 16h. Entrada franca

Museu de Arte Contemporânea do Paraná – MAC-PR

Rua Desembargador Westphalen, 16 – Centro – Curitiba – PR

Informações: 41 3323-5328

%d blogueiros gostam disto: